terça-feira, dezembro 23, 2008

Madonna e o incentivo a promiscuidade sexual.

Renato Vargens

Finalmente acabou a badalação em torno da cantora Madonna. Durante alguns dias a imprensa brasileira cobriu e noticiou os shows da pop-star americana em território nacional. Em todo tempo que esteve em solo brasileiro, um número incontável de pessoas prostraram-se em frente aos hotéis em que ficou hospedada, prestando-lhe quase que verdadeiros cultos.

Particularmente não gosto dos shows de Madonna, até porque, suas apresentações invocam sensualidade como promovem promiscuidade. Na verdade, Madonna faz o que quer de sua sexualidade sem se importar com que os outros pensam. Se ela gosta de ter relações com uma mulher, ela não pensa na família, no pai, nos filhos. Ela vai lá, transa, dá um beijo e “tchau”. Em seu show denominado “Erótica”, a cantora com seu chicotinho e suas roupas de couro, deu vazão a libido e enalteceu o fetiche. Além disso, ensinou, sobre uma grande cama no palco, como se masturbar e com seus beijos na boca, mostrou ao mundo sua bissexualidade.

Caro leitor, Madonna personifica a falência da decência e da moralidade. Tenho plena convicção que comportamentos como o da cantora americana afrontam a família e seus valores. Como já escrevi anteriormente vivemos em um mundo submerso em pecado e que despreza os padrões de moral e justiça divina.

Infelizmente a sociedade, de forma geral, encontra-se envolvida em um estilo de vida que se contrapõe aos princípios da lei de Deus. Diante disto sou tomado pela convicção de que mais do que do que nunca necessitamos de um verdadeiro avivamento em nossa nação.

Que Deus tenha misericórdia do Brasil e nos purifique dos nossos pecados.

Renato Vargens

Anônimo disse...

Pr. Renato:
Madona é realmente a falência de toda a moral e, pior ainda, ela é satanista assumida. Isso pode ser confirmado pelo seu tipo de roupa negra, com o tal chicote.
Abraço
Mary

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only