terça-feira, dezembro 30, 2008

Não basta ser Pai, tem que participar!

Renato Vargens

Há alguns anos, em um final de tarde, depois de um dia exaustivo, meu filho mais velho como comumente fazia, foi ao treino de futebol. Contudo, antes de sair de casa, olhando em meus olhos espontaneamente disse: - Pai, quer ver o meu jogo? Confesso que naquele momento, minha vontade foi de lhe dizer que estava cansado, e que da próxima vez poderia contar comigo, no entanto, movido pelo Espírito Santo de Deus lhe disse: - Vamos lá, será um prazer desfrutar de sua companhia! O menino abriu um enorme sorriso nos lábios e imediatamente partimos para o local do treino. Lá chegando, sentei-me à arquibancada e durante uma hora aproximadamente fiquei junto ao alambrado assistindo uma boa partida de futebol.

Ao sair do treino fui levado a pensar na correria do dia-a-dia e na agenda cheia que muitas das vezes nos roubam momentos preciosos como esse. De fato, a vida moderna é uma grande correria, onde trabalho, estudo e outras atividades mais, ocupam quase que a totalidade do nosso tempo. Em virtude deste corre-corre desenfreado não são poucas as vezes que nossas famílias e filhos sentem-se enormemente prejudicados.

Diante do frenesi da vida, fico a pensar na quantidade de crianças, pré-adolescentes e jovens que gostariam que seus pais lhe dessem um mísero minuto de atenção. Caro leitor, por favor responda sinceramente: de que forma você tem lidado com o seu tempo? Por acaso você já se deu conta de que o fato de pais gastarem momentos com seus filhos contribuem significativamente para o desenvolvimento destes? Será que você entende que pais que participam da vida e da história de seus filhos cooperam veementemente para o desenvolvimento psico-social deste que em poucos anos virá ser um adulto?

Posso lhe dar uma sugestão? Que tal "chutar o balde?" O que acha de se contrapor ao frenesi da vida, dedicando mais tempo aos seus filhos, investindo neles através da amizade, parceria e companheirismo?Lembre-se, criar filhos é muito mais do que suprir necessidades materiais, criar filhos significa participar, interagir,além de viver o mundo e no mundo daqueles aos quais tanto amamos.

Pense nisso!

Pr. Renato Vargens
Gilbert Raposo disse...

Nós pais temos saber administrar
nosso tempo diário e em especial ter tempo para nossos filhos, ajudando na tarefa escolar, jogando video game, brincando no chão da sala, é creio que tem muitas crianças pedindo para ter um
lugar de destaque na estante (no lugar da televisão ), mesa do computador ( no lugar do computador ), é muitos pensam errado quanto a criação, mas lembro

Gilbert Raposo disse...

Obs: terminando o comentério anterior: mas lembro somos todos aprendizes então sejamos bom neste aprendizado.

Jose MAria Moura disse...

Me Deus, perdoe-me Senhor e apazigua o comação do meu filho rafael, pois muitas vezes deixei de ir assistir o jogo que ele tanto gostava.Quanta vezes ele me pedia e eu arrumava uma desculpa, ajuda-me Senhor a amar mais e mais os meus filhos e fazer-me parte atuante em suas vidas.
Pastor, agradeço a Deus por esta Postagem.

primos.org disse...

Quero remir o meu tempo para resgatar os bons momentos da minha vida familiar, em nome de Jesus.

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only