terça-feira, abril 14, 2015

Qual a relação entre o cabelo de Fernanda Brum, a idolatria e a imaturidade gospel?

Por Renato Vargens

A cantora Fernanda Brum cortou o cabelo e devido a isso teve a sua fé e espiritualidade questionada pelos fãs. (leia aqui

Na verdade, os fãs da cantora desaprovaram a mudança e lamentaram a mudança como se com os cabelos mais curtos ela se tornasse menos “crente”. 

Para esclarecer as polêmicas, Fernanda fez um desabafo em seu Instagram explicando que chegou o tempo dela mudar sua aparência e que isso não afeta sua intimidade com Deus.

Caro leitor, o episódio é surreal. Ora, aonde já se viu alguém tem que dar satisfações a outra pessoa sobre a forma, jeito ou cumprimento de seus cabelos? 

Pois é, o episódio ocorrido com Fernanda nos revelam um "background" sombrio, senão vejamos:

1-) O Movimento Gospel e seus fãs clubes em nada se diferenciam dos fãs clubes dos chamados cantores seculares, mesmo porque, ambos "idolatram" seus ídolos.

2-) A Religiosidade e hipocrisia de alguns evangélicos continuam revelando que parte dos crentes em Jesus ainda acreditam que o "poder e a graça" de Deus estão com aqueles que observam usos e costumes. Nessa perspectiva, para os religiosos de plantão, os que cortam o cabelo, perdem a autoridade espiritual.

3-) O fato de crentes vociferarem opiniões contrárias ao corte de cabelo de Fernanda aponta para o fato inequivoco de que parte da igreja de Cristo relaciona-se de forma doentia com seus cantores, compositores, poetas e interpretes. Lamentavelmente para estes, cantores são ídolos ou em alguns casos quase que deuses. Outro dia eu estava conversando com um amigo que disse que alguns cantores evangélicos não podem sequer sair sozinhos  à rua com o risco de serem "atacados." pelos fãs. 

Prezado amigo, o episódio ocorrido a Fernanda é extremamente revelador. Ao preocupar-se com o seu cabelo alguns dos evangélicos demonstraram o quão imaturos, débeis e frágeis são. Além disso, o fato em si, demonstra de modo inequivoco que estamos bem longe de uma espiritualidade saudável.

Quanto a Fernanda, o cabelo é dela e ninguém tem nada com isso!

Renato Vargens
Elisabete disse...

Pastor concordo plenamente com tudo o que foi colocado. Porém cabe uma reflexão que parte da culpa dessa relação doentia entre fãs e os artistas gospel é fomentada por eles mesmos. São constantes as postagens que me nada vão acrescentar espiritualmente as pessoas, dentistas,férias na disney, closet e várias outras futilidades que nem cabem comentar. Com relação a questão do cabelo o que percebi foi que os comentários partiram não apenas pelo corte ou mudança de visual ma algumas pessoas comentaram a"vaidade" excessiva e outras acharam que a mudança não combinou com referida artista o que gerou nela indignação. Como pessoa pública que é causa-me estranheza ela levantar a questão idolatria apenas para o quesito cabelo, quando ela sabe por exemplo que existem muitos jovens que adotaram seu sobrenome, criaram perfis para homenageá-la e pasme que tem até para sua cadelinha de estimação, e esse tipo de idolatria cega não é combatida. Talvez porque essa não fira a sua vaidade, pelo contrário só alimenta. Talvez o foco central seja a não aprovação de seu novo look e para quem está acostumada a ser aplaudida e ovacionada em tudo o que faz esse tenha sido um golpe terrível para o seu ego.

Rejane Barros disse...

Disse TUDO Elisabete!!

Guilherme Alves disse...

Que absurdo! O evangelicalismo do século XXI tem mundanismo, liberalismo, pelagianismo, triunfalismo e tantas outras aberrações "teológicas" que apenas o distanciam cada vez mais do precioso Evangelho de Jesus Cristo.
Concordo plenamente com a posição do Pr.Renato Vargens, e ainda acrescento:

Estes que estão preocupados com o cabelo, o sapato ou a maquiagem de seu ídolo gospel pode ser chamado Cristão?

Talvez eu esteja beirando um extremismo, mas imagino que a resposta seja Não.
Deus tenha misericórdia de todos nós.

tuty disse...

Já ouvi uma história relacionada aos integrantes da banda autraliana Hillsong United que fãs brasileiras invadiram o camarim e literalmente voaram em cima do vocalista Joel Houston com uma tesoura para tentar cortar um pedaço de seu cabelo como lembrança. E por aí vai...kkkkkkk...

Juliano Mss disse...

Bela observação, Elisabete!
Inclusive achei que o Pr. Renato abordaria este lado da moeda, mas ele não o fez.
Concordo plenamente contigo.
Abraços

jesse dias paiva disse...

Belíssimo comemtário Pr. E a Ir. Bernadete acrescentou, sem falar de cantoras e cantores que abrem seus "closets"para tvs para mostrar o gosto por grifes, marcas importadas e jóias. Nāo aguento. Nāo tem explicaçāo . Oremos e pediremos que Deus que nos foque nos orientando para o que Ele quer de verdade.

guto lopes disse...

Parabéns Elisabete, sua colocação trás a revelação mais profunda de um sintoma (cabelo), onde esconde a verdadeira (doença) manifestação de egocentrismo e de idolatria, muito presente nas igrejas contemporâneas, sem distinção denominacional. Cada uma tem sua particularidade, assim como as sete igrejas da Asia em Apocalipse.
Muitos pastores tem suas fotos em destaque em congressos, seminários, diferenciando apenas o conteúdo dos eventos seculares como HSM, por exemplo. Quanto maior o poder aquisitivo, mais próximo dos eventos seculares estão os eventos Cristãos. Existe até uma anedota das cinco Solas, onde a sexta é Sola Gravata. Muitos pregadores só podem proclamar o Evangelho se estiverem "dentro dos padrões estéticos", como argumento de "em reverência" ao Senhor. Falo isso com respeito, minha intenção é da reflexão sobre a idolatria em diversas áreas do nosso meio Cristão. Tirar uma "Selfie"com a Fernanda Brum é idolatria e egocentrismo, mas uma "Selfie"com Hernandes Dias Lopes, Augustus Nicoemus, seria uma homenagem?
Existe uma frase que ouvi em determinada pregação do Pr.Hernandes Dias Lopes, referenciando outro pregador C. H. Spurgeon que disse: Certa vez ao término de uma pregação uma senhora segue em sua direção e lhe dá os parabéns por sua belíssima explanação das Escrituras. Ele (Spurgeon) responde para senhora que ela era a segunda pessoa que naquela noite lhe dava os parabéns. Ela então não entende a resposta, pois foi a primeira pessoa que se aproximou e lhe deus os parabéns. Dessa vez ela surpresa faz uma pergunta ao pregador: Como assim, eu fui a primeira pessoa que se aproximou do senhor, e lhe deu os parabéns, não havia mais ninguém aqui? Spurgeon responde novamente a senhora: a primeira pessoa foi o diabo me parabenizando, sussurrando em meios ouvidos..."E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo."

2 Coríntios 12:9-10

A Graça e a Paz do Nosso Senhor!

Edisio Ramalho disse...

Reverendo seria interessante se fosse possível fazer uma abordagem dos textos bíblicos com relação a esse assunto. Um grande abraço!!!

Juliana Correia de Souza disse...

Pelo amor de Deus! Tem tanta coisa mais importante na vida e as pessoas ainda se preocupam com essa besteira? E onde é que está escrito na Bíblia que um cristão é menos cristão por causa de corte de cabelo? Nossa; ainda bem que muitos cristãos ainda observam o que a Palavra de Deus orienta, e não o "disse me disse" de fanáticos religiosos que se dizem cristãos. Excelente ponste pastor, que nosso Deus continue te usando a cada dia.

Elisabete disse...

Só para constar o que falei Pastor ai está a nossa irmã que se irritou com as criticas ao seu cabelo chamando de idolatria fomentando aquilo que diz combater, convidando os "fãs" a baixarem aplicativo no qual vão poder acompanhar por celular cada passo dela e suas conversas com amigos https://www.facebook.com/PraFeBrumOficial/photos/a.399452696823273.1073741862.191342344300977/642822835819590/?type=1. Pergunto isso é ou não fomentar idolatria e contrario ao que ela publicou?

Raquel Monteiro disse...

Eu só acho que as pessoas que estão preocupadas com o cabelo da Fernanda deveriam prestar mais atenção em suas próprias vidas. Ela é livre para fazer o que quiser e não deve satisfação nenhuma a ninguém. Deus nos deu o livre arbítrio. Criticar é muito fácil, mas duvido se todos esses que a criticam tenham a mesma unção que ela tem e que seja usado por Deus como ela é.
É como ela disse: "Tem gente que tem a língua muito maior que o cabelo dela"
A Bíblia diz:"Não julgues para que não sejais julgados"
Fiquem na paz do Senhor Jesus!

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only