sexta-feira, fevereiro 22, 2013

O que fazer diante da traição de um amigo?


Por Renato Vargens

Quando um desconhecido nos trata mal ou nos fala alguma palavra desaforada no trânsito, nos entristecemos, mas rapidamente esquecemos. No entanto, quando um amigo ou parente bem próximo age de forma desrespeitosa para conosco é complicado esquecer não é verdade? 

Outro dia recebi um e-mail de uma irmã em Cristo que dizia: "Pastor, a minha melhor amiga me traiu! Estou muito triste porque ela me "crocodilou" de forma inescrupulosa! Estou com muito ódio, minha vontade é de lhe dar uma surra! E digo mais, se eu encontrá-la na rua não respondo por minhas atitudes."

Pois é, de fato não é fácil ser traído por alguém que amamos. Humanamente falando nossa vontade é pagar o ofensor na mesma moeda, no entanto, as Escrituras nos ensinam que devemos perdoar aos nossos ofensores. 

Por favor, pare, pense e responda: De que forma você tem lidado com aqueles que lhe ofendem? Será que você é daqueles que dá um boi para não entrar numa briga e uma boiada para não sair dela?

Outro dia uma irmã em Cristo me falou: "- Eu sou difícil de brigar, mas se eu rodar a minha baiana gospel, ninguém me segura!"

Prezado amigo, Cristo nos chama a exercermos misericórdia e perdoar INCONDICIONALMENTE aqueles que nos ofendem, ainda que isto implique em lágrimas e dor. É o Senhor que nos ensina a oferecermos a face em detrimento as afrontas e agressões sofridas.

A palavra grega traduzida como "perdoar" significa literalmente cancelar ou remir. Significa a liberação ou cancelamento de uma obrigação e foi algumas vezes usada nas Escrituras no sentido de perdoar um débito financeiro.

E você? De que forma tem lidado com os que lhe machucaram a alma? Tem guardado ressentimento? Tem nutrido o coração com o veneno da mágoa? Como alguém bem disse, quem guarda ressentimentos, bebe veneno, esperando que o outro morra.

Pois é, o caminho do perdão não é fácil, todavia, sem passarmos por ele não nos é possivel desfrutarmos da paz que somente Cristo pode nos dar.

Pense nisso!

Renato Vargens
Antonio Silva disse...

.
Caro amigo, irmão em Cristo, e guerreiro.

Quem já não passou por isso, não é...

O grande problema é que as traições dos "amigos" só acontecem porque confiamos(ou confiávamos) neles.

Os desconhecidos, do trânsito, nos xingam, ofendem, irritam... mas os traidores, ah, os traidores... eles vão com suas facas "Ginsu" lá no fundo da nossa alma...

E é inversamente proporcional: quanto mais amávamos e confiávamos, maior é a dor de sermos traídos pelos então "amigos..."

Quanto à fala de "rodar a baiana" esta se refere a um ato de grosseria, de quase ameaça de agressão. De vez em quando, nas minhas prédicas, falo que se alguém tem esse desejo, que no final do culto estaremos orando por libertação... Parece cômico, mas é trágico!

Sim, é preciso perdoar. Para alguns uma tarefa menos difícil. Para outros, uma tarefa difícil. Para outros, missão quase impossível... mas nada é impossível para Deus.

Por fim, excelente artigo, mano!!! Seu blog é um oásis de lucidez cristã no meio de um monte de patacoada.

Paz!

helen albuquerque y neves Mariana disse...

Eu passei por isso,não apenas uma vez e sim três vezes.Quando desistia de tudo,fazia uma nova amizade e me entregava tanto mais tanto,criando uma expectativa tamanha que eu me decepcionava denovo. Essa última foi como um punhal na minha alma e acredito que até hoje eu não me recuperei 100%. Afinal de contas essa pessoa praticamente morava comigo e eu era muito sozinha pois minha família morava fora do país...então,quando ele me traiu fiquei sem chão. Chorei,muito,fiquei arrasada.CLaro que passei pela fase do ódio mortal e da mágoa,mais Deus me fez liberar perdão á ele num momento que eu nunca imaginei.Então eu escrevi uma carta pra ele e disse exatamente o pq dela que perdoava ele e que tbm queria pedir perdão por qualquer erro que eu venha a ter cometido por ele e por todo ressentimento que eu sentia.Fiz minha parte pq Deus mandou,acredito que a pior coisa que existe é vc estar certa e ter que pedir perdão,mais enfim...Continuamos sem nos ver nem nos falar,claro que dói ainda um pouco e acho que vai doer pra sempre quando eu lembrar quanto mal estar ele me causou,mais não sinto mais nenhum tipo de mágoa ou ressentimento.Na verdade eu não sinto absolutamente mais nada por ele.NADA! Não sei se isso é bom ou ruim,mais eu sinto...acho que o importante é vc liberar perdão msm que a pessoa não te peça pq a partir do momento que vc sente mágoa de uma pessoa,apartir daquele momento sua contagem regressiva pra morte começa a ser contada...mágoa,rancor,ódio e ressentimento matam! E essa morte começa na alma! A paz!! Helen Neves.

Ivo Gomes de Lima disse...

É claro que a dor da traição impede o traído de, enquanto está sofrendo, "andar por fé e não por vista"; a menos que o ferido consiga estar "lançando sobre Ele toda a vossa ansiedade". E é claro também que nenhum traído precisa de crítica, admoestação ou reprovação, senão de misericórdia celestial, apoio, incentivo e orientação de como compartilhar sua dor com o Samaritano Celestial, cujas faces são "um canteiro de bálsamo".

Mas, enquanto estou sendo traído, devo acreditar que meu traidor esteja sendo um agente do Adversário lutando contra mim (para me ferir, roubar, matar, destruir) ou um instrumento na mão do Senhor agindo em meu benefício (para me ensinar, purificar e edificar)?

Adriano Modolo disse...

Pois é Pastor. Perdoar não é fácil não, nesses casos. E mais difícil ainda é não se deixar levar pela memória do erro. Boa reflexão. Deus o abençõe.

José Edesio disse...

Dê uma olhada neste link, pois ele tem tudo haver com este texto. http://agrandepescaria.blogspot.com.br/2012/11/o-que-e-perdoar-perdoar-e-amar-no.html

Aila Cruvinel disse...

Perdoar passa a ser fácil quando Deus abre nosso entendimento para as coisas do Espírito.Cada vez que alguém fala ou faz algo que poderia ofender,olho com misericórdia para aquela pessoa,pois sei que ela está sendo influenciada por forças malígnas.A realidade de uma vida espiritual mais profunda nos leva a uma dimensão tão além deste mundo,que sentimos misericórdia e amor por aqueles que nos ofendem seja por inveja,competitividade,ou até mesmo porque aquela pessoa é simplesmente vazia e infeliz.Quando alguém nos agride,devemos nos alegrar em Deus,pois sabemos que apenas uma pessoa insatisfeita consigo mesmo,com inveja, é capaz de ferir o outro e na realidade aquela ofensa é muito mais contra as insatisfações dela própria do que realmente contra nós,os chineses em sua cultura milenar usavam esta linha de raciocínio até mesmo para vencer uma luta física.O cristão tem uma luz que irradia de si mesmo porque a alegria do Senhor Deus é a nossa força.Devemos portanto,como cristãos,orarmos a Deus e interceder por aquela pessoa e que Deus possa dar a ela a mesma oportunidade que tivemos de termos tido um encontro pessoal com Cristo.
A palavra de Deus diz: Como podemos amar a Deus que não vemos,se odiamos o nosso próximo que vemos?(Mt5:20-26)Por isto devemos amar os nossos inimigos e orarmos por aqueles que nos perseguem (Mt 5:42-48),como o próprio Jesus nos ensinou.
Tiago é um livro da Bíblia fascinante que tem apenas cinco capítulos, nos exortando sobre como termos domínio próprio,sabedoria e discernimento,quase todo ele é uma exortação sobre a prática comum daqueles que não conhecem à Deus e vivem uma vida amarga,dominada pelo ódio,descontentamento,porfírias,calúnias e fofocas.A palavra que proferimos tem o poder da morte e da vida (Prov.18:21)e aquele que bem a emprega pode-se considerar um vitorioso.
Se o ímpio soubesse como cada sentimento de inveja ou cada palavra negativa levantada contra o outro retorna para a pessoa que a proferiu, provocando morte celular,consequentemente acarretando enfermidades,atingindo até mesmo os ossos,provocando doenças,envelhecimento e até obesidade!certamente se todos soubessem desta revelação, haveriam vários Spas para estudos bíblicos e muito mais grupos de oração e acima de tudo muitas vidas salvas preparadas para o retorno do Messias,Jesus Cristo!
Fiquem na paz

Ivo Gomes de Lima disse...

O fato de eu perdoar alguém (refiro-me a "perdoar" no sentido pleno, com toda a sinceridade e humildade, sem hipocrisia) implica - sem sombra de dúvida - eu exercitar uma dádiva divina em minha vida. ("Tudo o que é bom vem do Pai das luzes"- a Escritura garante). Só não significa que eu esteja - necessariamente - praticando cristianismo, ou vivendo o Evangelho, ou obedecendo a Deus, enquanto pratico esse perdão.

Um salvo, enquanto está obedecendo a Deus, perdôa seu ofensor- e esse perdão pode ser testemunho do amor de Cristo derramado em Sua Igreja, "salgando" e "iluminando" o mundo perdido. Mas me é possível - sem ser salvo - perdoar, pela graça de Deus, alguém. (E esse meu perdão não é - de modo algum - testemunho do amor de Cristo existente em Sua Igreja, nem "salga" nem "ilumina" perdido nenhum).

Só quem "ama" e/ou "perdoa" (sem falsidade, estou dizendo) são os filhos de Deus?

Jeane Perfil Lotado disse...

Acabei de passar por isso neste domingo dia 21/07/2013 amiga e cunhada me machucou bem la no fundo provando com atitude pobre que não tem consideração por mim, me excluiu de sua festa de aniversario e me substituiu por uma rival a ex cunhada dela.. isso me chocou pois no entanto elas não se falavam e eu ultimamente que estava ali do lado dela em todos os momentos.. tou tentando de todas as formas esquecer mais ta dificil criei um vinculo forte com ela nos ultimos 6 meses o tempo que namoro com o irmao dela.. mais Deus ha de me ajudar.. ufa obg pela oportunidade do desabafo..

Daniela disse...

Minha melhor amiga que eu sempre contei meus segredos,e falei para ela sobre o rapaz o que eu gostava muito, ela aceitou conversar e namora lo, foi um bake para mim chorei emm. Mas decidi perdoar ela pq se a vida com Deus soh fosse amar quem nos faz bem todo mundo seguiria esse caminho, mas Deus é contrário do mundo e pede que sejamos também contrario, até com nossas atitudes.
Obrigada

♥♥♥♥Lary♥♥♥♥ disse...

Que comentário 👏 👏

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only