quinta-feira, setembro 24, 2009

Os políticos, os showmícios dos cantores gospel e os meios de comunicação .

Por Renato Vargens

Ano que vem é ano de eleição. E a cada vez que as eleições se aproximam, milhões de brasileiros escolhem aqueles que os governarão nos próximos quatro anos. Não possuo a menor dúvida de que a democracia é a melhor forma de uma nação escolher seus governantes. Graças a Deus neste tupiniquim país o povo através do sufrágio pode determinar o futuro da nação escolhendo os candidatos que mais lhe apraz. No entanto, em meio à efervescência da campanha, inúmeros cantores, artistas e donos de rádios evangélicas sobem em palanques políticos usando o nome de Deus em benefício próprio fazendo showmícios, induzindo ao povo a votar nos "escolhidos de Senhor".

No Rio de Janeiro uma rádio evangélica costuma um ano antes das eleições organizar por todo estado eventos musicais, onde cantores gospel, capitaneados pelo dono, instigam o povo a votarem no grande “homem de Deus”, que por “coincidência” é deputado federal. Para piorar a situação alguns cantores que mercadejam a fé sobem em palanques dos mais distintos mediante a módica contribuição de uns parcos milhares de reais.

Caro leitor, este movimento gospel me enoja! O que me apavora é que tais cantores possuem a cara de pau em afirmar que cantam por que foram chamados por Deus.

Pois é, aqueles que me conhecem sabem que não advogo a idéia que comumente tem tomado conta de parte dos evangélicos nos dias de hoje. Não creio na manipulação religiosa em nome de Deus, não creio num messianismo onde a utopia de um mundo perfeito se constrói a partir do momento em que crentes são eleitos.

É possível que ao ler este texto você afirme: o Pr. Renato está equivocado quanto as suas declarações. No entanto, basta olharmos para a história dos evangélicos na política brasileira para percebermos que o fato de termos crentes nos poderes executivo e legislativo deste país não é suficiente para uma mudança significativa em nossa sociedade. Na verdade, o problema está para além disso, eticamente estamos adoecidos, até porque a “febre do jeitinho” nos tem feito acamar proporcionando assim, delírios e pseudovisões em nome de Deus.

Que Deus tenha misericórdia do seu povo.

Renato Vargens

augusto elias disse...

A grande verdade é que,de fato,isso acontece quando fica faltando um ano que antecede as eleições,pois no memso instante que na tv e no rádio começam, os shows também.Isso aponta para um erro gravíssimo,levando vantagem os que estão com os seus mandatos e que a justiça faz "vista cega" literalmente,não é de se negar o símbolo dela rs,quando na verdade só deveriam usar os seus 90 dias que antecedem as eleições.Pois bem,um mês atrás,para resolver algumas coisas precisei entrar em um desses shows para tentar localiar uma pessoa e ouvi uma coisa muito chata,onde o DEPUTADO AROLDE DE OLIVEIRA QUE É DONO DE UMA RÁDIO AQUI NO RIO E QUE NÃO TEM NEHUM PROJETO EM BRASÍLIA pediu para que a ultima "artista gospel" a se apresentar no palco voltasse após o término do "espetáculo",a mesma já tinha encerrado a apresentação.Ela respondeu assim:"Manda quem pode e obedece quem tem juízo".Também no término,começaram a orar e 80% das pessoas iam saindo no momento do agradecimento á Deus.A realidade que estão todos milionários,o deputado e os artistas,não que eles não devam ter as suas economias,mas ricos com as custas da Santa palavra de Deus e usando o nome de Cristo.Tenho minhas dúvidas se eles ajudam as pessoas.

Dougllas knnor disse...

Ja tinha percebido isso, que pena que o povo evangelico tmb não abre seus olhos para esses pilantras vestidos de ovelhas , que fazem o evangelho de politica suja!!

vagner luiz disse...

O PIOR CEGO É O QUE NÃO QUER VER...

Só tenho um conselho para quem ler meu comentário.
Busque o perfeito que é Jesus Cristo de Nasaré!!!!

odilon disse...

Ao meu ver estamos precisando do que eu chamo de Avivamento musical
vemos um monte de baboseiras,artis
tas mas não crentes convertidos. Que Deus tenha piedade de nós

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only