segunda-feira, dezembro 01, 2014

A Máquina do Tempo, e o encontro entre Agostinho, Calvino e Thales Roberto

Por Renato Vargens

Eis que a Máquina do Tempo voltou a funcionar proporcionando assim o encontro entre Agostinho, o bispo de Hipona, João Calvino, o reformador francês, e Thalles Roberto, cantor gospel brasileiro.

Ao se encontraem Calvino tomou  a iniciativa dize ao bispo de Hipona.

- "Caro Agostinho, é um prazer conhece-lo pessoalmente. Eu mesmo já li algumas das suas obras, as quais muito me influenciou teologicamente."

Nesse instante, o cantor brasileiro, interrompendo Calvino disse;

- Sem querer me intrometer na conversa de vocês, gostaria de lhes dizer que eu também escrevo. Não escrevo livros mais músicas, posso mostrar uma para vocês?"

Calvino e Agostinho responderam de forma unânime. "Sim, fique a vontade."

Thales Roberto, pegou o seu violão e começou a cantar:

Filho meu
Tá fugindo de mim?
Ja tentei, procurei e outra vez
Você me rejeitou, porta na cara doeu

(Porta na cara de filho dói, que você nem imagina)

Filho meu
Tá correndo de mim, é?
Ontem eu me lembrei
De uma antiga oração
Que você fez no monte
Lembra, filho? Eu chorei!

(Enquanto eu viajava nesse flashback)

Eu acho que paguei
Um preço alto demais
Eu tenho tantas coisas
Pra viver com você
Promessas e promessas
Arquivadas te esperando, filho!

Você tá dirigindo cego
Em alta velocidade
Daqui de cima eu vejo
A pancada que vem
Então passa sua vida pro meu nome
Que eu assumo tudo
Tudo, tudo, tudo, tudo

Faz o seguinte, oh
Levanta a mão agora
E me aceita
Como o seu salvador
Depois me abraça
E a gente vence
Junto essa parada

Sou seu Deus
Tô cuidando de ti
Tô cuidando de tudo
Tudo, tudo, tudo

Filho meu
Ta fugindo de mim, é?
Ja tentei, procurei e outra vez
Você me rejeitou, porta na cara doeu

(Porta na cara de filho dói, que você nem imagina)

Filho meu
Ta correndo de mim, é?
Ontem eu me lembrei
De uma antiga oração
Que você fez no monte
Lembra filho? Eu chorei!

(Enquanto eu viajava nesse flashback)

Eu acho que paguei
Um preço alto demais
Eu tenho tantas coisas
Pra viver com você
Promessas e promessas
Arquivadas te esperando, filho!

Você ta dirigindo cego
Em alta velocidade
Daqui de cima eu vejo
A pancada que vem
Então passa sua vida pro meu nome
Que eu assumo tudo
Tudo, tudo, tudo

Faz o seguinte, oh
Levanta a mão agora
E me aceita
Como o seu salvador
Depois me abraça
E a gente vence
Junto essa parada

Sou seu Deus
Eu tô cuidando de ti
Eu tô cuidando de ti

Faz o seguinte
Levanta a mão agora
E me aceita
Como o seu salvador
Depois me abraça
E a gente vence
Junto essa parada

Sou seu Deus
Tô cuidando de ti
Tô cuidando de ti

Faz o seguinte
Levanta a mão agora
E me aceita
Como o seu salvador
Depois me abraça
E a gente vence
Junto essa parada

Sou seu Deus
Tô cuidando de ti
Tô cuidando de ti
Tô cuidando de tudo
Tudo, tudo, tudo


Mal terminou de cantar Thales perguntou aos novos amigos: - "O que acharam? Gostaram? Uma pérola não é mesmo? 

Agostinho, cabisbaixo, juntamente com Calvino devidamente constrangido perguntou ao cantor brasileiro: - "Prezado Thalles, de onde surgiu tamanho absurdo? Não sei o que é pior, as heresias de Pelágio ou essa canção que diminui Deus considerando-o um nada.  Calvino, entrometendo-se afirmou: - senhor cantor "sua musica fere a soberania divina. Em que lugar nas Escrituras nós vemos Deus comportando-se da forma que descreveu? 

Thales indignado com a critica respondeu: - "Pelo jeito vejo que vocês não entendem de música.  O apostolo que me ordenou ao ministério pastoral, gosta daquilo que eu canto e aprova minha canções."

"Como é que é?  Replicou Agostinho, "apóstolo?" "Isso mesmo", respondeu Thalles, "o grande Estevam Hernandes," Quem? Perguntou o bispo de Hipona. Como vocês são ignorantes hein! Acho que vocês precisam fazer um curso teologico com ele. Afirmou Talles. "Alias, ele recebeu uma revelação capaz de ensinar de forma prática e rápida a prosperar financeiramente."

Calvino sem entender nada daquilo que Talles dizia, resolveu ir embora. Agostinho, deprimido, com a canção se despediu do reformador francês, desejando-lhe graça,  já Thalles, considerou os novos amigos, desconhecedores da fé e do gospel, tomando assim o rumo a um show gospel, onde naquela noite haveria muita alegria, musica e entretenimento.

Outros posts sobre a Máquina do Tempo:


A Máquina do Tempo, Lutero e o patriarca apostólico Renê Terra Nova  (aqui)
A Máquina do Tempo, Lutero e os apóstolos modernos (aqui)
A Máquina do Tempo, os apóstolos modernos e George Whithefield (aqui)
A Máquina do Tempo, Spurgeon e a visita a um show gospel de Thalles Roberto (aqui)
A Máquina do Tempo, e a visita de uma cantora gospel brasileira ao Tabernáculo Metropolitano de Spurgeon (aqui)
A Máquina do Tempo e o encontro entre Johann Tetzel e Edir Macedo (aqui)
A Máquina do Tempo, o apóstolo Paulo e sua visita a Mike Murdock (aqui)
A Máquina do Tempo, Martinho Lutero e o Templo de Salomão da IURD (aqui)
A Máquina do Tempo, Spurgeon e a visita ao Brasil em dia de eleições (aqui)
Wagner Gonçalves disse...

INFELIZ-mente é assim mesmo.
Deus tenha misericórdia de nós.

Anderson Macêdo disse...

Lembrei de um dos livros do Pastor Ciro Sanches, "Evangelhos que Paulo jamais pregaria." Muito bom Pastor Renato.

Alex Costa disse...

Triste verdade :(

Juliana Correia de Souza disse...

E o pior de tudo é que ainda tem gente que considera esse individuo como um "crente consagrado e cheio da unção"! Pelo amor de Deus, só os gritos e pulos que ele dá parecendo um doido já me irritam ao extremo! Que Deus tenha misericórdia da nossa nação que se deixa levar por essas coisas!

JOSEILTON DA SILVA MESSIAS Silva disse...

Isso me fez lembrar uma canção:
Cansei, de ouvir lamentações em nossas orações cansei de procurar, as bases doutrinárias da Palavra do Senhor, nos púlpitos vazios onde jazem seu teor em frases de efeito tantas delas sem temor, que exaltam ao pecador.
Cansei, de ver no “altar de Deus”, a nós, os ditos filhos seus a cantar e apregoar, o culto ao sincretismo que revela a intenção do nosso equivocado e enganoso coração, dos shows em nossos cultos para agradar pagão, esquecemos do Senhor!
Pensei em desistir, correr, parar, sumir, nostálgico a pensar:
- Se os reformadores estivessem por aqui...
Chorariam também, a nos aconselhar:
- Devem continuar, pois essa caminhada está perto de acabar...
Jesus já vai voltar, Ele já vai voltar...

Rosan Roberto Silva disse...

Esses encontros da maquina do tempo são fantásticos , muito legal kkkkkkk

Giovanna Nascimento disse...

que música é essa? Gostaria de saber o nome

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only