segunda-feira, julho 22, 2013

A máquina do tempo, Spurgeon e a sua visita a um show gospel de Thalles Roberto

Por Renato Vargens

Depois que o Reformador Martinho Lutero e George Whitefield viajaram no tempo chegou a vez do Príncipe dos pregadores Charles Spurgeon.

Pois bem, o grande Spurgeon entrou na máquina do tempo vindo visitar o Brasil.  Para início de conversa ele foi recebido por um "Apóstolo" que lhe disse:

- Spurgeon, bem vindo ao Brasil. Eu profetizo sobre sua vida todo tipo de vitória, mesmo porque, fiquei sabendo que você é um oprimido do diabo e que devido a isso sofre de gota. 

-  O pastor do Tabernáculo Metropolitano sem entender a heresia apostólica agradeceu as boas vindas.

O apóstolo querendo introduzir Spurgeon ao mundo gospel lhe disse: 

- Nobre pastor, quero lhe levar para assistir um show gospel! Você precisa ver, é tremendo! O povo dança, pula, vibra, canta e "sai do chão" com muita alegria. 

Spurgeon sem entender o que o apóstolo falava, disse: "Show gospel? O que é isso? É um culto?

O apostolo respondeu:  - Muito mais que isso! É benção pura, sem mistura! 

- Como funciona isso?  perguntou Spurgeon.

Ora, caro pastor. Um show gospel, tem muita música, dança, alegria e testemunhos do poder de "Papai".

Querendo entender melhor, spurgeon pergunta: - E a pregação da Palavra? 

Sem esperar Spurgeon terminar de falar o apóstolo disse: - Que pregação de palavra o que! Isso é bobagem! Somos uma geração de adoradores extravagantes! Vou te levar ao Show do cantor da moda. Isso mesmo, vou te levar ao show do Thales Roberto. Você vai ver, será tremendo!

Lá foram então os dois em direção ao show gospel. Quando chegaram ao clube onde aconteceria o evento, Spurgeon se assustou com a quantidade de jovens que tinham em mãos um boneco. Curioso, ele perguntou ao apóstolo: - Que boneco é esse? E o apóstolo respondeu com cara de poucos amigos: - Ora, ignorante inglês, esse é o Thaleco, o boneco do grande cantor gospel.

Mal terminou de falar, e a multidão ensandecida começou a gritar: "Thales, cadê você eu vim aqui só pra te ver."

Spurgeon chocado com o que via disse: - Não estou entendendo! Qual é o propósito desse pula-pula? 

Entretenimento, disse o apostolo. Nossos jovens precisam se divertir, mesmo porque, somos filhos do Rei. Deus nos chamou para sermos cabeça e não calda e outra coisa, precisamos evangelizar a juventude e essa história de pregar o evangelho, de falar em pecado é coisa ultrapassada. Se tivermos tempo vou levá-lo a uma boate gospel. Você vai amar!

Spurgeon indignado com aquilo disse: - A Igreja não foi chamada por Cristo para promover entretenimento. Por favor preste atenção no que vou lhe dizer: O adversário das nossas almas tem agido como o fermento, levedando toda a massa. Você precisa entender que o diabo não criou algo mais perspicaz do que sugerir à Igreja que parte de sua missão é prover entretenimento para as pessoas, com vistas a ganhá-las.  Por favor entenda que a igreja de Cristo não tem por obrigação promover entretenimento. Antes pelo contrário, o Evangelho com todas as suas implicações precisa ser pregado de forma simples e objetiva, mesmo porque, somente o Evangelho tem poder para transformar os corações dos homens. 

Spurgeon, disse o apóstolo, deixa de ser careta, isso foi no passado, os tempos são outros, "agora é nóis" e outra coisa: Eu sou apóstolo e Deus me deu uma revelação super nova, revelação essa  que ninguém até agora teve, portanto, o que você falou é uma grande bobagem.

Nesse ínterim,  o organizador do evento subiu ao palco para anunciar que o Thales não iria mais cantar, simplesmente pelo fato  de que ele não tinha recebido o dinheiro combinado em contrato.

Spurgeon, chocado com o que viu correu em direção a máquina do tempo desejoso de o mais rápido possível regressar a Inglaterra Vitoriana, mesmo porque, lá ainda não existia essa história de show gospel.

Deus tenha misericórdia da igreja brasileira.

Com lágrimas nos olhos,

Renato Vargens

Leia abaixo os outros textos da série "Maquina do tempo":




Miguel Lima disse...

Nada contra os cantores gospel, pena que os valores do genuíno Evangelho estão se perdendo. Só se fala em dinheiro pra lá, dinheiro pra cá...

Rodrigo disse...

Sei que é uma realidade triste de nossos dias, mas a maneira como o texto foi escrito deixou tudo muito engraçado. Surreal a idéia de imaginar o Spurgeon no meio de um show gospel vendo os "adoradores" com um Thaleco na mão. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

oevangelhoemdebate disse...

esta é a realidade que vemos hoje.infelismente
www.oevangelhoemdebate.blogspot.com.br

HP disse...

Pastor Renato,

Me desculpe, mas sabe que esse título dado a muitos para o Spurgeon como "Príncipe dos Pregadores" me parece ir na mesma toada dos "Paipóstolos"?

Eu vejo Spurgeon como um homem usado por Deus, assim como Wesley também foi, por exemplo. Mas dar um título como "o maior dos pregadores" me deixa com impressão dos "Suprassumos Gospéis" da atualidade.

Desculpe, mas é só o meu ponto de vista.

Deus te abençoe.

Evandro Marinho disse...

Hoje em dia temos muitos cantores gospel, que são adoradores do próprio umbigo, e que seu compromisso é com seu seu sucesso e satisfação pessoal, além de gravadoras seculares que visam abocanhar este mercado crescente chamado gospel.

até quando SENHOR?

Rubcler M. disse...

Bom dia,
Mas, tudo contra os cantores gospel. Tudo contra a situação atual da Igreja. Lamentavel!!!
Pr Rubcler

Giovani Picini disse...

Caro Renato Vargens, concordo com tudo o que você escreveu, mas visto outras publicações suas, em outras situações, entendo que você de certa forma, é muito contra músicos na igreja, caso você não saiba, existem músicos muito honestos dentro da igreja, e que investem muito ($$$ e Hrs), e não recebem nada por isso, fazendo um trabalho voluntário (comente sobre esses), como disse, você tem toda razão no texto acima, porém em minha opinião, TUDO começa no ensino que esses jovens e esses "músicos" tem recebido dentro de suas respectivas igrejas, ou seja, Tudo começa no ensino pastoral que a meu ver, anda meio frouxo ultimamente, presando mais pela quantidade de membros do que pela qualidade deles.

Renato Vargens disse...

Giovani,

Não sou contra músicos na Igreja, sou contra a exploração da fé e do bom senso.

Abraços,

Renato Vargens

Luciana Figueiredo disse...

Jactância! Apostasia!

"Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu;"
Apocalipse 3:17

Nelson Nincao disse...

"Não tenho nenhuma objeção ao uso de instrumentos de música em nossa adoração, uma vez que eles não sejam vistos nem ouvidos" (John Wesley, citado em Adam Clarke's Commentary, Vol. 4, p. 685).

Rafael disse...

Concordo com.o HP sempre parava e pensava nesse "título" e duvido muito que ele gostaria de ser chamado assim.
Hoje temod grandes pregadores não conhecidos que podem até serem considerados melhores que o mesmo.

O pregador disse...

Pr Renato,
Eu só consegui imaginar Spurgeon indo para
um antro de idolatria ao artista desses
por que você descreveu. Parafraseando Paulo, verdadeiro
APÓSTOLO de CRISTO, até pensar tal coisa seria pecado.

Co Participante de sua dor,

Samuel Alves
(O Pregador)

Odair J.Ferreira disse...

Só existe um safado por causa de outros safados, o corrupto não existe sem o corruptor.Somos a geração de evangélicos que não vive sem um ÍDOLO, gospel.Quando um pastor acerta com um cantor famoso para se apresentar é por que ele tem a certeza que vai lucrar também em cima desse cantor, o caso em questão é que o Pilantra do Pastor, se lascou por não conseguir, mais idiotas para pagar o showzinho de meia tigela do Thalles.

Gilvan P.Guimarães disse...

rsrsrsrsr,muito interessante esta máquina do tempo,gostaria de ler também sobre a volta de Jonathan Edwards,tenho certeza que seria muito bom!
Abraço em Cristo!

Everton Vargas disse...

Muitos deixaram de ser adoradores para serem artistas gospel, pregadores pop star, mas a culpa não é só deles, e sim muitos que fazem eles deuses. Uma falsa adoração apenas emoção, que você tambem pode encontra em um estadio de futebol com a torcida gritando....deixaram e serem irmãos em Cristo, estão longe do povo de Deus, cheio de seguranças, só atendem quem lhes interessa, ainda bem que o caminho para Cristo é livre, vamos nos chegar a Ele e Ele se chegara para nós,e quanto aos "artistas gospel" estão recebendo seu galardão aqui.

claudio pugina disse...

EU OLHO PELO PONTO DE VISTA DA BÍBLIA DE QUE PELO FRUTO CONHECEREIS A ÁRVORE, QUEM SOMOS NÓS PARA JULGAR O THALLES ROBERTO, AS ALMAS SÃO MAIS IMPORTANTES E NÃO NOSSAS OPINIÕES TEOLÓGICAS. DEUS USA QUEM ELE QUER E DA FORMA DELE, EXISTEM MUITOS MÍSTERIOS QUE NUNCA IREMOS COMPREENDER, DEUS É SÁBIO EM TUDO QUE FAZ, ATÉ OS ÍMPIOS SÃO USADOS POR DEUS, OS PECADORES, ATÉ O DIABO...ELE TEM TODO O PODER PRA FAZER O NECESSÁRIO

Marcos David Muhlpointner disse...

Spurgeon nao se entitulou "príncipe dos pregadores". Ele não inventou esse nome para si mesmo. O exemplo que você citou, de "paipostolo" foi inventado pela própria pessoa, megalomaníaca por sinal. Colocar Spurgeon no mesmo patamar de Terra Nova é um absurdo. No seu tempo, Spurgeon lutou com todas as forças contra as heresias; Terra Nova é criador de heresias.

Renato Vargens disse...

Perfeito Marcos. Concordo plenamente consigo.

Molina disse...

A única parte "engolível" de todo argumento é a parte em que você (sem querer) diz: "se Deus uso o diabo, não pode usar o Thalles?"

daniel disse...

Que julgamento é esse? De fatos.......? Com todo respeito pastor mas o Sr. sabe dos detalhes do acontecimento.....? "todo trabalhador é digno do seu salário" não? cuidado pra não desconstruir um testemunho e com isso levar outros a não crerem......o legalismo é perigoso Pastor.......emitir conceitos de fatos comentados é uma coisa, outra é a acusação de pessoas sem o devido conhecimento do ocorrido! Faltou a prova para a denúncia. Faltou a ampla defesa para o acusado. Faltou a apuração da verdade real e faltou respeito pelo testemunho de um irmão pecador que busca verdadeiramente ser adorador!

Antonio Silva disse...

Perfeito Marcos. Concordo plenamente consigo.[2]

Essa é a "singela" diferença, que faz toda a diferença.

Antonio Silva disse...

.
Caro mano Renato, compartilho a sua dor! E digo-lhe mais: veja se descobre uma máquina do tempo para a gente voltar junto com Spurgeon, ou outro de tamanho quilate, porque aqui a coisa está feia, mano!

Renato Vargens disse...

Daniel,

Eu não estou julgando ninguém. Você está equivocado! A unica coisa que falei na crônica é que o cantor Gospel não apareceu ao show. Só isso!

Deus o abençoe!

Renato Vargens

Antonio Silva disse...

.
Comparo a "gospelização", a mercantilização da fé, ao tráfico de drogas.
Sim, a música gospelenta(em geral) é uma droga (porcaria!), que vicia, aliena, e mata.
1) Vicia porque cria fãs que idolatram.
2) Aliena porque os únicos argumentos que eles conseguem utilizar para justificar a maracutaia de cobrar R$ 65000,00 são os mesmos de sempre:
- Cuidado para não tocar no ungido do sinhô!
- Digno é o trabaiadô do seu trabaiu (caramba, 65000/ dia, mais talecos, pilecos, disquecos, camisetecos, ecos, ecos, ecos...)
- Veja quantas almas estão se convertendo! (só não conseguem explicar AO QUE estão se convertendo! Deve ser àquilo que os idólatras-fãs já se converteram: cegueira idólatra!).
- Não julguem! Se esquecem que a Bíblia está repleta de recomendações para que julguemos, sim, à luz das Escrituras, e não à luz do "eu acho", "eu sinto", "eu penso", "eu me arrepiei"... ecos, ecos, ecos...

É exatamente por causa da falta desses "julgamentos" que TODO CRISTÃO deveria fazer, mas não está fazendo, é que pessoas como Thalleco cobram essa exorbitância.

É exatamente por causa da falta desses "julgamentos" que TODO CRISTÃO deveria fazer, mas não está fazendo, é que pessoas como o tal pastor que convidou(e muitos outros convidam e pagam!) topam uma coisa dessas! Noutro dia parei para fazer as contas: os organizadores esperavam 20000 pessoas, segundo o vídeo. Se viessem, faria uma "bilheteria"(eca!) de R$ 700 000,00. Pagando R$ 100 000,00 de despesas(segundo o que disse o pastor "vítima" (vítima de quem mesmo? Ah... da ganância!), sobrariam limpinhos da Silva SEISCENTOS MIL REAIS. Faça as contas.

É exatamente por causa da falta desses "julgamentos" que TODO CRISTÃO deveria fazer, mas não está fazendo, é que pessoas como aquelas 500 estavam lá, e pagaram 35 reais.

É exatamente por causa da falta desses "julgamentos" que TODO CRISTÃO deveria fazer, mas não está fazendo, é que os fãs defendem seus ídolos com unhas e dentes. Mas não defendem mais o Evangelho.

Fim dos tempos, mano. E vai piorar!

Abçs.


Antonio Silva disse...

.
Ah....

Esqueci de sugerir alguns textos sobre julgamentos, e tals...

Aqui, no próprio blog(e excelente!) tem esta postagem aqui: http://renatovargens.blogspot.com.br/2009/01/bblia-nos-probe-julgar-renato-vargens.html

Também recomendo estes:

http://estudos.gospelmais.com.br/podemos-julgar-ou-nao.html

http://www.esbocandoideias.com/2012/01/a-biblia-diz-que-o-cristao-nao-pode-julgar-o-crente-pode-julgar.html
.

Renato Vargens disse...

Antônio,

Perfeito. Nada a acrescentar!

Abraços,

Renato Vargens

Rafael disse...

O outro me fala em verdade real.Está lendo muito Lênio Streck.Não se preocupe tambem gosto dos seus estudos.

Pingo no i disse...

Texto maravilhoso!Novamente venho concordar contigo Pastor Renato!

claudiosilva disse...

O Brasil precisa conhecer a essência do evangelho, quando isso acontecer, tenho certeza que a maioria destes cantores gospel vai desaparecer, porque não querem nada com Jesus, nada com o Reino de Deus, só querem aumentar seus lucros e suas paixões carnais. Deus tenha misericórdia deste país. (Feliz a nação cujo Deus é o Senhor, e o povo que ele escolheu para sua herança. Salmo 33.12)

Rose disse...

A paz do Senhor para todos!!

Parabéns pelo texto, infelizmente essas e outras coisas tem acontecido no meio gospelll, misericórdia. Concordo com o irmão Antonio e outros, se cobram é porque existem pessoas que pagam para ouvir esses ´´levitas´´ cantando umas músicas frias, carnais e sem nexo em suas letras.

Em nunca vi uma geração tão idolatra como essa. Pessoas que não querem ter compromisso com Palavra e o Deus da Palavra. Uma geração do sai do chão, pula-pula, pega na mão do seu irmão, etc.

Geração que não gosta de estudar a Bíblia, não gosta de EBD e estudos bíblicos e ainda tem a prepotência de querer debater com os verdadeiros defensores do verdadeiro evangelho de Cristo, usando versículos bíblicos isolados para defenderem seus ideais meramente ridículos.

Fico imaginando se o Apóstolo Paulo estivesse em nosso tempo, ele exclamaria ´´sejam anátemas!´´ (Gl 1.8,9).

Deus continue te dando sabedoria e entendimento. Abraços!!

Thiago Gigo disse...

Renato. Coragem (Js 1:9! Uma singela sugestão. Por que não escrever uma máquina do tempo para o próprio Calvino? Ele seria tão duro com os evangélicos modernos que suprimem a glória de Deus, tal como foi com o papado no Séc XVI. Sobre julgamentos, sugiro também a leitura do meu pequeno artigo: http://inteligenciaparaavida.blogspot.com.br/2013/08/julgar-ou-nao-julgar-eis-questao.html
Abraço fraterno!

Anderson Lopes Guedes disse...

#fimdomercadogospel

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only