terça-feira, abril 30, 2013

A apóstola e o demônio do pum

Por Renato Vargens

Há pouco eu fiquei sabendo de uma famosa "apostola" (existe isso?)  que anda ensinando que em alguns casos quando os demônios são expulsos dos crentes, eles saem dos corpos dos ditos cujos por meio de puns, arrotos, e soluços. Sinceramente nunca ouvi tanta heresia ao mesmo tempo em toda minha vida. 

Caro leitor, confesso que estou cansado de ouvir e ler tantas aberrações! Ora, vamos combinar uma coisa? De onde essa "apóstola" tirou a informação que os demônios saem dos corpos das pessoas mediante puns? Da Bíblia que não foi não é verdade? Em que parte das Escrituras vemos Paulo, Pedro ou até mesmo o Senhor ensinando sandices deste nipe? Sinceramente eu fico impressionado com a criatividade desse pessoal. Se não bastasse isso, a missionária ensina que crentes salvos por Cristo podem ficar endemoninhados.

Pois é, volta e meia recebo alguém em meu gabinete pedindo que ore por um amigo ou parente que é cristão, e que possivelmente sofre de possessão demoníaca. Sempre que ouço pedidos deste tipo procuro explicar ao meu interlocutor que do ponto de vista bíblico é IMPOSSÍVEL uma pessoa regenerada pelo Espírito Santo e salva pela graça de Deus em Cristo Jesus, ter em seu corpo a manifestação de um demônio, mesmo porque, as Escrituras afirmam que se somos de Cristo, o maligno não pode nos tocar (I Jo 5:18) . Em outras palavras isto significa que se alguém se “diz cristão” estiver endemoninhado, este com certeza nunca conheceu a graça do Senhor, até porque, caso tivesse conhecido, Satanás jamais o possuiria.

Há alguns anos atrás eu fiquei sabendo de um relato absolutamente esdrúxulo. Em uma igreja neopentecostal de Niterói, num culto de exorcismo, o pastor resolveu expulsar os demônios dos crentes. Fundamentado numa revelação espiritual,  este falso profeta, teve a  cara de pau de afirmar que a “coisa-ruim” costumava  se esconder nas mãos dos cristãos, sendo necessário assim, ministrar-lhes libertação espiritual.  Se não bastasse essa sandice, outra igreja da cidade, “consciente”  da batalha espiritual dos últimos dias, resolveu expulsar os demônios da libertinagem que costumam afrontar os cristãos UGINDO o órgão sexual masculino daqueles que professavam sua fé em GEZUIS.

Pois é, confesso que não sei aonde vamos parar. O que fizeram com o evangelho de Cristo? O que fizeram com a sã doutrina? Diante disto tudo lhe pergunto: Que Cristianismo é esse? Que evangelho é esse? Que doutrinas são estas? Ora, esse não é e nunca foi o evangelho anunciado pelos apostolos. Antes pelo contrário, este é o evangelho que alguns dos evangélicos fabricaram! Infelizmente, a Igreja deixou de ser a comunidade da palavra de Deus cuja fé se fundamenta nas Escrituras Sagradas, para ser a comunidade da pseudo-experiência, do dualismo, do misticismo e do neo-maniqueismo.

Caro leitor,  as Escrituras são absolutamente claras em afirmar que aquele que está em Cristo, o maligno não o toca. Satanás não possui poder para violar o templo do Espírito Santo.  Somos de Deus, pertencemos a Deus e o Espirito Santo é a garantia da nossa salvação.

Isto posto afirmo:  O inimigo das nossas almas não pode em hipótese alguma possuir o crente genuíno. O Crente cujos pecados foram perdoados por Cristo não pode ficar endemoniado. O crente nominal sim, mas o regenerado e habitado pelo Espírito Santo,   este nunca!

Soli Deo  Gloria!

Renato Vargens
Luciano Santos disse...

Tive uma experiência dessa numa igreja que eu congregava. Me chamaram para expulsar o suposto demônio de uma mulher. Ao chegar já tinham dado água e óleo pra ela tomar dizendo que assim o demônio sairia. Repreendi depois quem tinha feito isso e ficaram com raiva de mim. Lamentável.

Eliana Penna disse...

Deus continue lhe abençoando, lhe dando discernimento e coragem para falar dos absurdos praticados no nosso meio. Fique na paz de Jesus Cristo!!!

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only