terça-feira, abril 19, 2011

Série: verdadeiros adoradores - parte 4

Vencedores por Cristo
Por Renato Vargens

Cristo me salvou em agosto de 1986, quando milagrosamente entrei na Igreja de Nova Vida de Icaraí pastoreada então pelo pastor Reginaldo Mello. Na ocasião, ao ouvir a Palavra de Deus, meu coração e mente foram encharcados pela graça do Eterno, levando-me a uma profunda experiência de conversão. 

Naquele tempo, lembro que algumas das canções que mais me abençoaram  foram as entoadas pelo grupo Vencedores por Cristo.  Jamais esquecerei  cânticos como “Nas Estrelas”, “Você pode ter” , “Cantai ao Senhor”, Rei das Nações, “buscai primeiro o Reino de Deus” , "Glória pra sempre" e muitas outras mais.

Ah! Tempo bom aquele! Quão maravilhoso foi louvar a Deus com música naqueles dias! O louvor daquela época não era extravagante e  o famigerado movimento gospel  não existia. As letras das  canções?  Ah! que letras! Quão profundas e ricas eram.

Bom, deixemos o saudosismo de lado e vamos ao que interessa!

Formada por jovens universitários  de variadas denominações protestantes, que recebiam um treinamento específico para evangelização, a missão Vencedores por Cristo escolheu a música como seu principal meio de divulgação das mensagens da Bíblia, constituindo assim a banda, conhecida também como VPC. Lançou seu primeiro compacto ainda em 1968. Após cinco compactos, foi gravado o primeiro LP, em 1971, com o título "Fale do amor".

Ao longo desses 40 anos, o grupo contou com variadas formações, já tendo lançado mais de quarenta álbuns.

Em 1975 foi lançado a série "Louvor" que se estenderia até ao 10.º volume em 2003, e um com a releitura dos principais sucessos da série em versão acústica, lançado em 2006. Esta série é responsável pela renovação do louvor congregacional nas igrejas protestantes e evangélicas no Brasil, através da divulgação de cânticos compostos por seus integrantes ou "recolhido" em suas viagens pelo país!

Vale ressaltar a grande importância de VPC na música cristâ brasileira com o lançamento do álbum "De Vento em Popa" em 1977, o primeiro disco com 100% de músicas compostas por autores nacionais como Sérgio Pimenta, Aristeu Pires, Guilherme Kerr, Edy Chagas e Artur Mendes, além de ritmos brasileiros, principalmente a bossa-nova e o samba canção.

Também em 1980 foi gravado "Tanto Amor" que seguiu a mesma cartilha, numa produção mais arrojada e novas canções, incluindo um baião, "Pescador", até então algo inédito no cancioneiro cristão.

Em 2007 foi lançado o DVD "Sem Fronteiras", comemorando os 38 anos de VPC e uma viagem nas principais canções gravadas, com novos arranjos, produzido por Cláudio Rocha.

Sem sombra de dúvidas o VPC é uma das maiores e mais profundas bandas evangélicas de todos os tempos.

Renato Vargens






Ricardo Justo disse...

Maravilhoso texto pastor. Resgata todos que conheceram a Cristo nas igrejas históricas nos anos 80. Deus te abençoe

Sandra disse...

Tenho Cds do grupo. Eu e minha família apreciamos boas músicas, principalmente aquelas que se destacam por transmitir a verdadeira mensagem do evangelho. Não basta apenas citar versículos bíblicos, é preciso que estes tenham a aplicação correta, não distorcendo o que este querem transmitir.Estas canções fizeram história. Fazem parte também da minha vida.

Wellington Carvalho disse...

As vezes me bate uma esperança, mas não muito forte. Acho que o meio em que vivemos hoje contribui pra essa destruição da música cristã de qualidade, somos hoje muito antropocêntricos, nossos "louvores" são nossos mesmos, porque só falam pra gente, e nossos pastores acham que isso é perfeitamente normal. Não precisamos ficar só lembrando do passado, o problema é que temos isso como única opção já que não estamos construindo muita coisa boa pro futuro.

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only