terça-feira, junho 22, 2010

A tragédia de Alagoas e a Copa do mundo.

Por Renato Vargens

Enquanto a vitória do Brasil estava sendo comemorada por milhões de brasileiros, helicópteros, jipes, botes e canoas ainda resgatavam pessoas dos municípios mais atingidos do Estado das Alagoas .

Nos último dias, a tragédia tomou conta deste pequeno estado do nordeste brasileiro cujos rios transbordaram, pontes desabaram ou ficaram completamente submersas, transformando algumas regiões num  verdadeiro caos. Os Municípios de Jundiá e Jacuípe ficaram sem água potável e energia elétrica. A cena é destruição absoluta, e o resultado é devastador: 30 mil desabrigados, 20 mil entre feridos e doentes, centenas de desaparecidos e 19 mortos. Incluindo os milhares de desalojados, são mais de 80 mil pessoas afetadas pelos estragos. Além disso, vários  bairros de Maceió foram atingidos, principalmente os que margeiam a lagoa, que tem atingido níveis altíssimos, invadindo casas, hospitais, derrubando barreiras e deixando um rastro de destruição e de necessitados. 

Os bairros da Cambona e Bebedouro ficaram intransitáveis no fim de semana, e vários comerciantes tiveram avarias. O bairro do pontal teve várias marinas inundadas, e os prejuízos já são arrasadores. A região de Rio Largo, há 27 km de Maceió, teve dezenas de casas arrastadas pela correnteza e bairros inteiros submersos, deixando mais de 300 famílias desabrigadas. O cenário é comovente, postes e árvores tombaram sobre casas, carros e casas entulhados, bairros desaparecidos sob a água e pessoas em desespero.

Caro leitor, diante do exposto, assusta-me o fato de que uma tragédia de tão grandes proporções esteja passando desapercebida pela maior parte da sociedade brasileira. Infelizmente, a Copa do Mundo tem ofuscado a gravidade do problema fazendo com que os nossos olhos estejam voltados somente para o vistoso futebol de kaká, Luiz Fabiano e cia.

Prezado amigo, o nordeste precisa de ajuda. O Estado das Alagoas necessita de doações e solidariedade. Mais do que nunca é hora de esquecermos a Jabulani  e marcarmos um verdadeiro GOL DE PLACA ajudando o povo nordestino a superar esta que talvez seja a sua maior tragédia.

Pense nisso!

Renato Vargens

PS.: Clique aqui e saiba como ajudar!
JT Ollemhebb disse...

Mais informações sobre a tragédia e sobre como ajudar podem ser conhecidas neste post do Mural na Net (http://muralnanet.blogspot.com/2010/06/chuvas-em-alagoas.html) ou nos links lá apresentados.

OH ! GLÓRIA. disse...

É meu prezado pastor, como aqui na terra dos tupiniquins ( como falas ) onde tudo é festa, até os comentários deverão ser de menor postagens, as tragédias não interessam, farinha pouca, meu pirão primeiro, lembro que a tragédia mora ao lado, lembro da menina Laura 8 anos ( tetraplégica ), o pessoal do Bumba, e várias outras situações que ficam no esquecimento, mas o povo de DEUS é bom aprendiz.
Gilbert Raposo, um aprendiz em Cristo Jesus.

Francivaldo Jacinto disse...

É realmente muito triste, o homem está sempre em busca dos seus próprios interesses. Mas ainda existem homens de Deus na terra.
Afinal, fomos chamados para sermos o sal da terra. Então façamos a diferença enquanto é tempo.
Que o Senhor nos sustente e nos capacite nessa tão grande guerra.
Em Cristo,
Francivaldo Jacinto

Marcos André Marques disse...

Parabéns pelo texto de desabafo, que é também o nosso.
No interior do estado de Pernambuco a situação também é caótica. Muita gente desabrigada e desalojada. Muitos perderam tudo, alguns inclusive familiares.
Para saber mais acesse: www.marcosandremarques.blogspot.com.
Grande abraço!

Paulo Fagundes disse...

Ontem eu estava observando o espaço que seria dado pelo noticiário a um assunto tão sério e urgente. Infelizmente muito pouco em comparação ao destaque dado ao assunto "futebol". O futebol tem sido largamente utilizado como um anestésico para os problemas sociais em nosso país e sempre foi assim. Falar muito sobre a situação de miséria pobreza e abandono das famílias dos nossos irmãos diante desta catástrofe, iria estragar o clima de festa da copa do mundo, que é assunto de vital importância num país como o Brasil.

Que Deus tenha misericórdia deste país.

Em Cristo,

Paulo Fagundes.


http://tomeasuacruzesigame.blogspot.com/

Anônimo disse...

Presado Pastor Renato,gosto muito de suas materias e publicacões.
Meu receio ,não me leve a mal,se na pratica o senhor não faz o mesmo em sua igreja?Estou cançado de ver pregadores falando uma coisa e fazendo outra em suas igreja.Há um pastor que escutava na radio da comunidade paz
e vida ,pelo que eu ouvia nA radio parecia uma igreja seria.
Para minha supresa e outra "umiversal".Disse o pastor ou DEus nos dá
o programa na televisão ou me mata!!Não fui mais ,ou menhor ñao sei para onde ir?

Renato Vargens disse...

Prezado anônimo,

Imagino que suas dúvidas se devam a prováveis decepções. Todavia, ainda existem muitas igrejas sérias em nosso país.

Abraços,

Pr. Renato Vargens

Heitor Alves disse...

Olá pastor Renato Vargens.

O pecado no coração do homem é tal que não consegue se compadecer do sofrimento do próximo. "Não tenho nada a ver com isso", "Não fui eu quem provocou aquelas chuvas"... tal e tal...

É o gravíssimo erro de achar que as coisas só acontecem com os outros.

Abraços.

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only