sábado, maio 15, 2010

A igreja brasileira, seus pastores e a tragédia do Haiti.

Por Renato Vargens

No 12 de janeiro de 2010, um forte terremoto devastou o Haiti matando dezenas de milhares de pessoas destruindo completamente a cidade de Porto Príncipe. Hoje, 04 meses depois, o Haiti ainda encontra-se em ruínas. Infelizmente um número incontável de cidadãos, sofrem as consequências de um abalo sismico que aniquilou completamente a capital haitiana. No entanto,  Deus pela sua infinita misericórdia tem levantado pessoas das nacionalidades mais distintas para socorrer e auxiliar o povo do do Haiti. Dentre estes, o Senhor tem capacitado o Pr. Mário de Freitas, que juntamente com outros pastores brasileiros têm se dedicado com esmero ao sofrido povo haitiano, levando a cidade de Porto Principe recursos e alimentos.

Mário é pastor da 3ª Igreja Presbiteriana de Belo Horizonte é o coordenador do MAIS, (Missão de Apoio a Igreja Sofredora) e por 04 vezes já esteve no Haiti auxiliando milhares de desabrigados.

Entre os dias 24 e 31 de julho, nosso irmão retornará a Porto Principe com uma equipe de 15 pastores brasileiros que além de auxiliarem na recontrução do país, ministrarão sobre a vida dos pastores do Haiti temas como liderança, pregação expositiva e desenvolvimento comunitário.

Nesta noite, o Pr. Mário me convidou para compor esse time de pastores que deverão dirigir-se ao Haiti.

Caro leitor, confesso que mediante o convite, meu coração ardeu diante da expectativa de poder ministrar o evangelho da salvação eterna àqueles que tudo perderam. Acredito piamente que se for da vontade do Senhor que eu viaje para Porto Principe conseguirei os recursos necessários para esta "empreitada", caso contrário permancerei no Brasil, rogando ao Senhor que abençoe os que para lá se dirigirem.

Sem sombra de dúvidas os desafios do MAIS, são hercúleos. Em seu site (que ainda está em processo de atualização) você encontrará todas as informações relacionadas aos objetivos, bem como os recursos levados àquela nação.

Isto posto, acredito piamente que o Haiti pode ser restaurado, e que vidas poderão ser transformadas,  através da igreja do país. Creio também que a igreja só cumprirá seu papel de restauração quando seus líderes estiverem saudáveis, bem alimentados, equipados e sem preocupações familiares referentes às necessidades básicas do ser.  

Que o Senhor tenha misericórdia do Haiti e nos use com poder e graça na vida dos moradores de Porto Principe.

Soli Deo Gloria!

Renato Vargens


OH ! GLÓRIA. disse...

Esta atitude é de uma igreja avivada, na plenitude de um evangélho integral.
Que o SENHOR os conduza em sabedoria e simplicidade.
Gilbert Raposo, um aprendiz em Cristo Jesus.

magela disse...

Creio também que a igreja só cumprirá seu papel de restauração quando seus líderes estiverem saudáveis, bem alimentados, equipados e sem preocupações familiares referentes às necessidades básicas do ser.

Caro pastor, estou perplexo com esta opinião sua, isto faz parte da doutrina da prosperidade, a igreja do evangelho quadrangular, prega desta forma, quanto a vida de seus dirigentes!... Universal , Sara Nossa Terra, igreja d Graça, Mundial do poder de Deus,... a igreja não depende dos "LIDERES"nem é preciso ser um, para ser solidario, o que diria Paulo, João, pedro, sobre isto? certamente ja leste sobre o jovem rico, MT, 19;16-22......continuo gostando de seus artigos, não somos amigos , nem faço parte de seu circulo d amizades, mas... esta sua opinião me deixou perplexo, paz... PS. contimuo esperando uma resposta de como posso adquirir alguns de seus livros, pois não existe meio de adquirir pela internet, e eu moro em Belo Horizonte.

Renato Vargens disse...

Magela,

De fato vc não me conhece, porque se conhece-se saberia que eu sou um grande combatedor da teologia da prosperidade. É importante que vc saiba que os pastores evangélicos daquela nação estão arrebentados e que em virtude disto muito do que tem ser feito pela igreja não tem sido realizado. Ao afirmar que os pastores precisam ser restaurados, equipados o faço convicto de que não é possível eles ajudarem outros de seu país sem que antes sejam ministrados pela graça do Senhor.

Diante do exposto afirmo que sua afirmação foi extremamente equivocada.

NEle,

Renato Vargens

Leonardo Gonçalves disse...

Amigo Renato,

Compete-me dizer que conheci pouquissimos homens de Deus tao comprometidos com o evangelho. Escrevo este comentário com lágrimas, saudade, e gratidao por toda ajuda que o irmao deu à igreja de Piura, ministrando-nos nao apenas financeiramente, mas levando palavras sábias ao coraçao deste povo sofrido que eu tanto amo.

Nao cesso jamais de agradecer e orar pela sua vida, e desejo que outros pastores que estao arrinconados por este mundo possam também ser ministrados com igual carinho e confiança, assim como fomos.

Nao pedirei que Deus o use mais nem menos que o utilizou aqui. Pedirei apenas que ele o utilize do mesmo modo que o utilizou em Piura, pois tenho plena certeza que isto será suficiente.

Mais uma vez, obrigado pela sua amizade e por se importar com os miseráveis deste mundo.

Por Ele,

Leonardo.

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only