terça-feira, abril 21, 2009

Pais e Filhos: Uma Relação de cumplicidade!

Renato Vargens

A escola onde meus filhos estudam tem uma estrutura muito interessante denominada "vivência". Nesta estrutura, os pais são convidados a assistirem juntos com os seus filhos um dia de aula. Na ocasião, cada professor ministra sua aula normalmente, com a diferença é claro, da presença dos pais.

Há alguns anos, quando meu filho Luiz Filipe estava no 4º ano do ensino fundamental, experimentamos momentos absolutamente especiais. Isto porque, tivemos o privilégio de juntos, participamos de todas as atividades escolares, o que gerou em nós um enorme sentimento de cumplicidade. No entanto, o que mais nos marcou foi o momento em que participamos da aula de educação física. Na ocasião, brincamos de bandeirinha, corremos, saltamos e como não poderia deixar de ser, rimos muito. Aliás, rir faz bem, e rir juntamente com os filhos faz a gente se sentir melhor ainda.

Ora, o simples fato de estar inserido no mundo dos filhos e fazer deste mundo o nosso mundo, contribui em muito para o desenvolvimento salutar de suas emoções.
Por acaso você já se deu conta que muitas das vezes nós desenvolvemos para com os nossos filhos uma relação mais repressora do que aliviadora? Na verdade, os pais, na maioria das vezes não conseguem vivenciar o tão desejado equilíbrio. Talvez você esteja dizendo: Ora, não sou repressor, o que faço simplesmente é dar limites!

Tudo bem, limites são importantes, no entanto, você já percebeu que em nome daquilo que achamos certo não permitimos com que nossos filhos vivam a vida de forma alegre, solta e descompromissada?

Meu amigo, quero incentivá-lo a resgatar a fantasia, a celebrar a vida, a festejar a família, além de fazer da sua relação com seus filhos uma relação de cumplicidade e de alegria.

Pense nisso!

Renato Vargens
Gilbert Raposo disse...

Temos o dever de mostrar aos nossos
filhos o que o mundo tem de positivo e negativo, porém eles terão suas experiências individuais, nós formamos o alicerce, e a melhor forma para isso é criando uma proximidade na intimidade de confiança pessoal.
Gilbert Raposo, um aprendiz em Cristo Jesus.

adonias bernardes. disse...

Como é bom saber que ainda exitem, escolas que nos propícia uma oportunidade assim, de podermos participar das atividadess dos nossos filhos.
Não sei porque dei uma educação, de muito amor, participei ativamente junto com minha esposa, da vida dos meu filhos,tenho dois uma mulher e um homem, o filho homem tem hoje, 37 anos, e tem dois filhos tambem um casal de adolecentes, mais sinto que ele trata os filhos, com distância, não demostra carinho, não conversa, as vezes pergunto pra ele porque, ele faz isso e ele responde que agora a educação é diferente do meu tempo, sempre questiono, porque ate hoje dou abraços, e beijos, sem me emporta a onde esteja, e ele sempre recebeu este tipo de manifestação da minha parte, os pais devem sim demostrar o amor que sentem pelo filhos.
Abraços do irmão em cristo.
Adonias Bernardes.

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only