A Máquina do Tempo e a visita do Barão de Munchausen a Lula, o maior mentiroso do Brasil

Por Renato Vargens

E a Máquina do Tempo voltou a funcionar e desta vez ela trouxe ao Brasil, o Barão Munchausen que na verdade chamava-se Karl Friedrich Hieronymous.

O Barão de Munchausen viveu entre 1720 e 1797. Em boa parte de sua vida, o barão serviu no exército russo, participando de duas árduas campanhas contra os turcos tendo sido promovido a capitão de cavalaria em 1750. 

Por volta de 1760, ele se retirou para a propriedade rural da família em Bodenwerder, Hanover e  lá passou a receber amigos e hóspedes, a quem tinha grande prazer em contar suas aventuras de guerra, caçadas e viagens, mas retocadas com as mais extravagantes mentiras, isso sem esboçar nem um sorriso; com tal naturalidade que quem não o conhecia chegava a acreditar nele.

Pois é, não é que o barão ficou sabendo que no Brasil do século 21, existia alguém mais mentiroso que ele? 

Ao saber da notícia o capitão indagou: "Quem é esse mentiroso, cuja a fama extrapola as eras?" 

Um amigo, conhecedor da Máquina do Tempo respondeu: " Lula é o nome dele. Ele foi presidente de uma República chamada Brasil. 

Ao ouvir a rápida resposta do amigo, o barão replicou: "Como eu gostaria de conhecer esse mentiroso. Pena que não seja possível." 

"Como não?" replicou o companheiro. "É possível sim, para tanto, basta, usar a Máquina do Tempo. Se desejar eu posso levá-lo a ela, o que acha?"

Imediatamente o barão respondeu dizendo: "Claro que sim. Vamos lá!

Munchausen mal chegou aonde a Máquina do Tempo estava, entrou nela, e lá se foi para o século XXI. 

Ao chegar a Brasilia o barão foi conduzido ao chefe de gabinete do ex-presidente Lula que disse: "Em que posso ajudá-lo?

O barão respondeu: "Soube que o seu chefe foi considerado o homem mais mentiroso de todos os tempos, isso procede?"

O chefe de gabinete respondeu dizendo: "vou deixar que o próprio ex-presidente responda suas indagações:"

Lula entrando no ambiente em que o barão se encontrava disse:

"Eu sou a alma mais honesta do Brasil e a crise que o país está experimentando não passa de uma marolinha. Com Dilma o Brasil vai avançar e melhorar e nunca mais passaremos por uma crise. Quanto a mim, eu sou uma alma pura, não tenho triplex e jamais tive um sítio. Tenho também sido vitima das artimanhas e estratégias daqueles que não admitem o fato de que um ex-metalúrgico melhorou o país.  As investigações da Lava-jato não são coerentes, na verdade, tenho sido caluniado, visto que a elite retrógrada não está satisfeita com o excelente trabalho feito pelo PT.

Antes que Lula terminasse de falar, o barão retirou-se concordando com o fato de que tinha sido sobrepujado pelo maior mentiroso do mundo.

Entristecido por isso, Munchausem entrou na Máquina do Tempo e voltou para casa.



Outros textos da Série Máquina do Tempo

A Máquina do tempo, e a visita de Moody e Sankey ao momento de louvor de uma igreja gospel (aqui)
A  Máquina do Tempo, Lutero e sua visita a Agenor Duque no dia 31/10 (aqui)
A Máquina do Tempo, William Wilbeforce e sua visita a Jean Wyllys (aqui)
A Máquina do Tempo, Leonard Ranvehill e sua visita a Silas Malafaia e Morris Cerrulo (aqui
A Máquina do Tempo, o apóstolo Paulo e a sua visita a Agenor Duque (aqui
A Máquina do Tempo, Lutero, sua visita a Thalles Roberto e bate papo sobre a Bíblia do cantor brasileiro (aqui
A Máquina do Tempo, o cheirador de Bíblia e sua visita a Spurgeon (aqui)
A Máquina do Tempo e o encontro de Agostinho, Calvino e Thalles Roberto (aqui)
A Máquina do Tempo, Lutero e o patriarca apostólico Renê Terra Nova  (aqui
A Máquina do Tempo, Lutero e os apóstolos modernos (aqui
A Máquina do Tempo, os apóstolos modernos e George Whithefield (aqui)

A Máquina do Tempo, Spurgeon e a visita a um show gospel de Thalles Roberto (aqui)
A Máquina do Tempo, e a visita de uma cantora gospel brasileira ao Tabernáculo Metropolitano de Spurgeon (aqui)
A Máquina do Tempo e o encontro entre Johann Tetzel e Edir Macedo (aqui)
A Máquina do Tempo, o apóstolo Paulo e sua visita a Mike Murdock (aqui)
A Máquina do Tempo, Martinho Lutero e o Templo de Salomão da IURD (aqui)
A Máquina do Tempo, Spurgeon e a visita ao Brasil em dia de eleições (aqui)

0 comentários: