A Máquina do Tempo e a visita de Moody e Sankey ao momento de louvor de uma igreja gospel

Por Renato Vargens

A Máquina do tempo voltou a funcionar e os viajantes nesta ocasião foram Dwight Moody e seu amigo Ira Sankey. 

Moody havia sido informado por Spurgeon sobre a existência de uma Máquina do Tempo que proporcionava a todos aqueles que dela utilizassem, conhecer outras eras e épocas. Na verdade, o príncipe dos pregadores havia sugerido ao evangelista de Chicago que juntamente de Sankey visitassem uma igreja no Brasil e vissem como acontece o momento de louvor com música de algumas delas.

Moody prontamente aceitou o convite e juntamente de seu fiel amigo viajaram para o ano de 2016, especificamente para a cidade Rio de Janeiro, no Brasil.

Logo quando chegaram a Cidade Maravilhosa, foram recebidos pelo ministro de música de uma igreja cujo foco é o louvor. Sem delongas dirigiram-se ao lugar onde estava acontecendo o culto. 

Quando lá chegaram, Sankey ficou impressionado com o que viu, até porque, na porta da igreja, havia uma multidão de pessoas dizendo uma para as outras que o louvor naquela noite iria bombar! 

Sem entender muito o coloquialismo tupiniquim, Sankey perguntou ao seu anfitrião, o que significa a palavra "bombar". 

O rapaz, sem muita paciência respondeu dizendo: 

"- Cara, é arrebentar com tudo, é explodir, é festejar, resumindo é tudo de bom."

Sankey se entender lhufas do que rapaz disse perguntou novamente:

-"Como assim?"

-"Ora, meu caro gringo, disse o gospel, o culto vai bombar porque vai haver muita alegria, a galera vai sair do chão, vai ter muito pula-pula, e principalmente "papai" vai falar com a gente. Tenho certeza de que a bênção da prosperidade virá sobre as nossas vidas,"

Mal o brasileiro terminou de falar e começaram as canções: "...para a direita, para todo lado, eu sou abençoado";  "...Restitui, eu quero de volta o que é meu";  "...Esse ano da minha virada e é claro "Sabor de mel."

Depois de duas horas de muita música alguém disse no microfone: 

-"Estamos recebendo o cantor americano Ira Sankey, que nos dará uma palhinha entoando uns dos seus louvores, vamos recebê-lo com uma grande salva de palmas!"

Nesse instante, o povo começou a assoviar, gritar e emitir sons do tipo "uhuuuuu!"

Sankey meio que sem graça, subiu ao palco e começou a cantar uma de suas canções que dizia:

"Regozijai-vos sim ó crentes,
O Senhor não tardará!
Já vem o dia mui glorioso
Em que Cristo voltará!
Oh! Dia triunfal de Cristo,
De Cristo quando lá do céu descer!
Estejamos prontos jubilosos,
O Senhor a receber!
Regozijai-vos sim ó crentes,
O Senhor não tardará!
Já vem o dia mui glorioso
Em que Cristo voltará!
Eis com milhares de milhares
Sobre as nuvens Ele vem;
E todos juntos entraremos
Com Jesus na glória além!
E então será glorificado
Nos remidos o Senhor;
E o mundo ficará pasmado,
Vendo a Cristo em seu fulgor!"

Quando terminou de cantar alguém disse ao pé do ouvido do dirigente:

-"Acho que a galera prefere outro tipo de música, como outro tipo de letra. Na canção do gringo não tem uma menção sequer a vitória, as bênçãos. Ele bem que podia cantar outra coisa né?"

 Meio que sem graça, o dirigente dispensou Sankey retomando assim aquilo que ele denominou de "pegada profética". 

Sankey triste com o que viu, juntou-se a Moody e foram embora de volta ao Século XIX.

Outros textos da Série Máquina do Tempo

A  Máquina do Tempo, Lutero e sua visita a Agenor Duque no dia 31/10 (aqui)
A Máquina do Tempo, William Wilbeforce e sua visita a Jean Wyllys (aqui)
A Máquina do Tempo, Leonard Ranvehill e sua visita a Silas Malafaia e Morris Cerrulo (aqui
A Máquina do Tempo, o apóstolo Paulo e a sua visita a Agenor Duque (aqui
A Máquina do Tempo, Lutero, sua visita a Thalles Roberto e bate papo sobre a Bíblia do cantor brasileiro (aqui
A Máquina do Tempo, o cheirador de Bíblia e sua visita a Spurgeon (aqui)
A Máquina do Tempo e o encontro de Agostinho, Calvino e Thalles Roberto (aqui)
A Máquina do Tempo, Lutero e o patriarca apostólico Renê Terra Nova  (aqui
A Máquina do Tempo, Lutero e os apóstolos modernos (aqui
A Máquina do Tempo, os apóstolos modernos e George Whithefield (aqui)

A Máquina do Tempo, Spurgeon e a visita a um show gospel de Thalles Roberto (aqui)
A Máquina do Tempo, e a visita de uma cantora gospel brasileira ao Tabernáculo Metropolitano de Spurgeon (aqui)
A Máquina do Tempo e o encontro entre Johann Tetzel e Edir Macedo (aqui)
A Máquina do Tempo, o apóstolo Paulo e sua visita a Mike Murdock (aqui)
A Máquina do Tempo, Martinho Lutero e o Templo de Salomão da IURD (aqui)
A Máquina do Tempo, Spurgeon e a visita ao Brasil em dia de eleições (aqui)

0 comentários: