A Máquina do tempo, Leonard Ravenhill e a sua visita a Silas Malafaia e Morris Cerullo

Por Renato Vargens

Depois que ilustres personalidades usaram a Máquina do Tempo, chegou a vez do pastor inglês Leonard Ranvehill. 

Pois bem, na hora marcada para a viagem, Ranvehill entrou na máquina do tempo partindo para conhecer a igreja brasileira do século XXI. 

O inglês por coincidência desembarcou no estudio de TV do pastor Silas Malafaia que na ocasião estava recebendo o americano Morris Cerullo.

Ranvehill, chegou no exato momento em que Cerrulo emitia sua "palavra profética" dizendo aos telespectadores que se desejassem a bênção de Deus deveriam semear na conta corrente da missão de Malafaia ofertas entre R$ 500 e R$ 10.000, que poderiam ser divididas no cartão de crédito.

O inglês ao ouvir aquilo ficou indignado por ver que o Evangelho de Cristo estava sendo comercializado. 

Bastou terminar o programa qe Ranvehill foi ao encontro de Malafaia e Cerullo e se apresentou dizendo:

-"Bom dia! Meu nome é Leonard Ranvehill, sou inglês e não poderia deixar de comentar com os senhores que estou escandalizado com aquilo que ouvi e vi hoje."

Cerullo, sem deixar que o inglês continuasse sua fala, o interrompeu dizendo: 

-"Ah! Sei quem é o Senhor. O senhor é aquele que escreveu o livro "Porque tarda a plena prosperidade" não é mesmo?

-"Não", respondeu Ranvehill. 

-" o nome do livro que escrevi foi "Po que tarda o pleno avivamento".

Malafaia entrou no meio da conversa e disse: 

- "Mesma coisa." Avivamento e prosperidade são a mesma coisa.

Ranvehill, embasbacado com o rumo da conversa disse:

- Vocês estão equivocados. Isso nunca foi e jamais poderá ser considerado avivamento. E digo mais:  “Se Jesus tivesse pregado a mesma mensagem que os ministros de hoje pregam, ele nunca teria sido crucificado.”

Cerrulo mais uma interrompe Ranvenhill dizendo: 

-"Você está sendo sério demais querido inglês."

Ranvenhill com lágrimas nos olhos responde dizendo:

“Muitos pastores me criticam por ter tomado o Evangelho tão a sério. Mas será que realmente pensam que no Dia do Julgamento, Cristo vai castigar-me, dizendo,” Leonard, você me levou muito a sério’? “

Malafaia cansado da conversa diz:

"Ooooo camarada, isso é uma palhaçada. Já não basta os críticos de hoje, vem você nos criticar também?"

Ranvehill triste com que o viu lembrou de uma frase que havia cunhado a tempos atrás:

“Como você pode derrubar as fortalezas de Satanás, se você não tem nem a força para desligar a TV?”

Com o coração entristecido, despediu-se dos semeadores de semente voltando para a Máquina do Tempo regressando assim ao seu país. 


Outros textos da Série Máquina do Tempo

A Máquina do Tempo, o apóstolo Paulo e a sua visita a Agenor Duque (aqui
A Máquina do Tempo, Lutero, sua visita a Thalles Roberto e bate papo sobre a Bíblia do cantor brasileiro (aqui
A Máquina do Tempo, o cheirador de Bíblia e sua visita a Spurgeon (aqui)
A Máquina do Tempo e o encontro de Agostinho, Calvino e Thalles Roberto (aqui)
A Máquina do Tempo, Lutero e o patriarca apostólico Renê Terra Nova  (aqui
A Máquina do Tempo, Lutero e os apóstolos modernos (aqui
A Máquina do Tempo, os apóstolos modernos e George Whithefield (aqui)

A Máquina do Tempo, Spurgeon e a visita a um show gospel de Thalles Roberto (aqui)
A Máquina do Tempo, e a visita de uma cantora gospel brasileira ao Tabernáculo Metropolitano de Spurgeon (aqui)
A Máquina do Tempo e o encontro entre Johann Tetzel e Edir Macedo (aqui)
A Máquina do Tempo, o apóstolo Paulo e sua visita a Mike Murdock (aqui)
A Máquina do Tempo, Martinho Lutero e o Templo de Salomão da IURD (aqui)
A Máquina do Tempo, Spurgeon e a visita ao Brasil em dia de eleições (aqui)

0 comentários: