Priscila Coelho, apresentadora da rede Super de Televisão conta a sua história de conversão a Cristo

A apresentadora do programa Amplificador da Rede Super de Televisão, Priscila Coelho  contou a sua história de conversão a Cristo. Ela revelou ter sofrido abuso sexual na infância e relatou como Deus transformou sua vida e preencheu todo o vazio que sofria durante a juventude.

“Vivi até os 24 anos uma vida louca, embora tenha nascido em um lar cristão com um pai pastor e uma mãe nascida de novo. Fui crescendo muito “louca”. Morava com meus avôs e desde pequena “aprontava muito”. Fui molestada com cinco anos e desde então minha vida mudou completamente. Essa ação mudou minha cabeça. Fui crescendo com a ideia do sexo muito presente na minha cabeça. Acreditava que tinha que satisfazer os “caras” e fazia coisas que só Deus poderia resgatar mesmo! Aos 14 anos, não satisfeita em ficar só com os garotos, passei a me relacionar com mulheres."

Caro leitor, como tenho falado somente o Evangelho pode transformar o coração do homem. Portanto, não devemos, nem tampouco podemos pregar outra coisa a não ser Cristo.

Assista o vídeo, com certeza valerá a pena!

Renato Vargens

3 comentários:

Impossível não se emocionar!

6 de agosto de 2013 13:59 comment-delete

Deus existe, olhaí o Pastor Renato falando bem de qualquer coisa relacionada a Lagoinha hehe. Brincadeira kk. Minha história é similar. Fui molestado na infância por 8 pessoas do meu sexo (que sequer chegaram a se conhecer em sua maioria) até onde lembro, cresci sem referencial masculino, pais separados e projetando em mim desprezo ao ex-cônjuge, versado em Nietzsche e Sartre, negando a historicidade de Jesus com veemência e rejeitando o cristianismo do deus sincrético que deixou tudo aquilo acontecer comigo e principalmente, eu nunca ter tido uma família. Essa triste história teria infinitos detalhes, mas vamos ao que interessa: o pequeno cético ouviu a voz de Jesus pessoalmente 5 dias antes de completar 17 anos sozinho enquanto chorava na porta de casa por conta de tantos vícios, desvios e comportamentos autodestrutivos desenvolvidos e recebeu imediatamente o Espírito de Cristo, sentindo paz que excede todo o entendimento pela primeira vez em sua vida. Hoje em dia, além de restaurador de congregações, líder de louvor e pregador jovem presbiteriano, tenho levado o amor de Deus a presídios, escolas, hospitais, favelas e até reservas indígenas! Falo sobre meu dia-a-dia em minha página, o endereço é facebook.com/thejaimefilho. Mas lá tem um monte de referências ao Diante do Trono, já estou avisando kk. Só queria compartilhar também que esse Deus é mesmo extraordinário e Ele reina absoluto desde sempre e para sempre! Levantai ó portas as vossas cabeças, pois entrará o Rei da Glória! :D

6 de agosto de 2013 23:04 comment-delete

Deus seja louvado!

O gay precisa - assim como o hétero - derrumar o ídolo chamado Sexo e Relacionamentos Afetivos. Um grande muro que se levanta contra a conversão de um homossexual é quando ele cogita ter de viver uma vida de autonegação e, com isso, abrir mão de relacionar-se com alguém do mesmo sexo.

O que é o seu tesouro? Cristo nos diz que onde está o teu tesouro, ali estará o seu coração.

Que venhamos, tanto homo quanto héterossexuais, acumular tesouros nos céus e ver em Cristo o nosso Tesouro Maior, a nossa Pérola de Grande Valor, o qual nos faz dispostos a abrir mão de tudo o que temos para segui-Lo e nos satisfazer NELE - acima de qualquer prazer desta vida(inclusive de relacionamentos afetivos, se não for o caso de Deus prover alguém do sexo oposto para uma relação, o que eu acho totalmente possível)

Soli Deo Gloria.

9 de agosto de 2013 11:53 comment-delete