Paulo: Rabino ou Apóstolo?

Por Renato Vargens

Essa história de cristianismo judaizante já está passando dos limites. Se não bastasse a rescontrução da Arca da Aliança por algumas igrejas, o uso do shofar e do kipá por outras tantas mais, eis que surge alguns loucos  pregando a circuncisão, a restauração das festas judaicas, a guarda impreterível do sábado, além de incentivarem os crentes a buscarem  ligações genealógicas com o povo israelita para que possam obter nacionalidade judia, entre outras coisas.
 
Para pirorar a situação existem igrejas onde as pessoas não podem adentrar ao templo de sandálias ou sapatos e são orientadas a tirar os calçados, pois, segundo ensinam, irão pisar em terra santa. Soma-se a isso, o fato de que os cristãos judaizantes chamam  Jesus de Yeshua Hamashia e o Apóstolo Paulo de Rabino Paulo, fazendo dos ensinamentos paulinos manuais judaicos de comportamento.

Caro leitor,  vamos combinar uma coisa? Essa gente perdeu a noção das coisas. Os caras estão viajando na maionese. Chamar Paulo de Rabino é uma verdadeira sandice!  Por favor, pare, pense e responda:  Em algum momento nas Escrituras Paulo se intitula Rabino? Em suas Epístolas o encontramos assinando como rabino?  Em algum momento o vemos defendendo o seu "rabinato"? Ora, definitivamente essa galera  enlouqueceu! Lamentavelmente esse pessoal está fabricando um evengelho altamente judaizante que em muito se contrapõe ao Evangelho de Cristo.

Que Deus tenha misericórdia do seu povo!

“Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Permanecei, pois, firmes e não vos submetais, de novo, a jugo de escravidão.  Eu, Paulo, vos digo que, se vos deixardes circuncidar, Cristo de nada vos aproveitará. De novo, testifico a todo homem que se deixa circuncidar que está obrigado a guardar toda a lei. De Cristo vos desligastes, vós que procurais justificar-vos na lei; da graça decaístes. Porque nós, pelo Espírito, aguardamos a esperança da justiça que provém da fé. Porque, em Cristo Jesus, nem a circuncisão, nem a incircuncisão têm valor algum, mas a fé que atua pelo amor. Vós corríeis bem; quem vos impediu de continuardes a obedecer à verdade? Esta persuasão não vem daquele que vos chama. Um pouco de fermento leveda toda a massa. Confio de vós, no Senhor, que não alimentareis nenhum outro sentimento; mas aquele que vos perturba, seja ele quem for, sofrerá a condenação”. (Gl 5:10)

Renato Vargens

12 comentários:

Isaías 55.6
Buscai o SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.

João 4.24
Deus é espírito; e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade.

25 de agosto de 2010 09:24 comment-delete

É o caminho inverso.
É o caminho do retrocesso.
Daqui a pouco vão querer praticar sacrifícios, de animais...
Depois, talvez até de algum novo "salvador"...
Quem sabe de um novo Isaque...
Loucura!
Desviam-se da sã doutrina, buscando fábulas, buscando ouvir coisas agradáveis a seus próprios ouvidos.
Maranata!
Misericórida!

25 de agosto de 2010 09:52 comment-delete

A.C ou D.C ?
" Ser ou não ser, eis a questão."
Muita gente te dúvida quanto a ser seguidor de Cristo, misericórdia SENHOR !

Gilbert Raposo, um aprendiz em Cristo Jesus.

25 de agosto de 2010 11:48 comment-delete

Apóstolo!
http://ministerioinfluenciar.blogspot.com/

25 de agosto de 2010 19:46 comment-delete

Na Colômbia, algumas dessas comunidades já deixaram jesus de lado, passaram a negá-lo como o Messias e abraçaram o judaísmo abertaente.
Vejam neste link: http://1l2.us/Mc (Blog Plugados com Deus)

25 de agosto de 2010 22:15 comment-delete

todos querem ser judeus, mas nenhum deles querem passar pela circuncisão....

25 de agosto de 2010 22:32 comment-delete

O interessante ninguém quer ser crucificado!
Ninguém quer ser perseguido!
Ninguém quer levar as 39 açoites, que Jesus levou.
Ninguém quer fazer o que Jesus fez,jejuar 40 dias e 40 noites.
Ninguém quer pregar o evangelho da cruz.
So querem inventar aberrações,heresias,pregar a verdade
que liberta,salva e cura,isso e coisa do passado,eu não entendo estas
pessoas que começam a invertar,sendo que Paulo nunca deu tanta importância
a titulos, o que ele dava era maior importância era pregar o evangelho da
salvação e exaltar Jesus.
Eita povinho incredulos!só querem buscar interesses financeiros,
e o povo entram numa roa que so gira ao contrário.
Ainda bem que isso passa como vento em tarde de outono, o pior que passa
um vento e logo vem outro, o que precisamos e esta revestido da palavra
e por esse povo em posição de soldados, e pregar o evangelho que Paulo nos deixou como exemplo, o verdadeiro evangelho da salvação e redenção.
E como será Jesus na teologia desse povo que inventam?
Shalom!

Nivany Ribeiro - Goiânia - Go
26 de agosto de 2010 21:01 comment-delete

Será que essa gente nunca leu o que Paulo escreveu?
por exemplo... Gl 3.10-11 "Todos aqueles, pois, que são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las. E é evidente que pela lei ninguém será justificado diante de Deus, porque o justo viverá da fé"

Gl 5.1-6 "Estai, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos debaixo do juto da servidão. Eis que eu, Paulo, vos digo que, se vos deixardes circuncidar, Cristo de nada vois aproveitará. E de novo protesto a todo o homem, que se deixa circuncidar, que está obrigado a guardar toda a lei. Separados estais de Cristo, vós os que vous justificais pela lei; da graça tendes caído. Porque nós pelo Espírito da fé aguardamos a esperança da justiça. Porque em Jesus Cristo nem a circuncisão nem a incircuncisão tem valor algum; mas sim a fé que opera pelo amor."

Carlos Gomes

Anônimo
29 de agosto de 2010 12:13 comment-delete

Rabino que se tornou Apóstolo pelo chamado de Deus. Porque seria rejeitado dos judeus não-crentes em Cristo. Como fica claro em Atos 13:46-48. Estudou com o Rabino Gamaliel conforme Atos 22:3 "(...)instruído conforme a verdade da lei de nossos pais(...)".

Onde quero chegar? A Lei não foi abolida, mas teve como seu alvo Cristo. A salvação é somente pela GRAÇA MEDIANTE A FÉ e isso é INEGÁVEL. Ora, então por que me preocupar com a Lei? Pq ela é a instrução de um Deus IMUTÁVEL, ETERNO e SOBERANO que, a seu devido tempo tira do homem a responsabilidade de cumprir suas instruções e a assume, através do Seu Espírito. Não por mudar de idéia, mas para cumprir o que já estava determinado. Ezequiel 36:26-28

"[26] E dar-vos-ei um coração novo, e porei dentro de vós um espírito novo; e tirarei da vossa carne o coração de pedra, e vos darei um coração de carne.
[27] E porei dentro de vós o meu Espírito, e farei que andeis nos meus ESTATUTOS, e guardeis os meus JUÍZOS, e os OBSERVEI.
[28] E habitareis na terra que eu dei a vossos pais e vós sereis o meu povo, e eu serei o vosso Deus." (grifo nosso)

Então devo OBSERVAR toda a lei??? Sendo gentio, NÃO! Não existe obrigação à isso! Em Atos 15:19-20 isso fica claro, quando Tiago fala do que os gentios devem observar, em resumo, as leis noéticas que são para toda a humanidade! Posso seguir a lei! Sim, de acordo com a ação do Espírito Santo em minha vida (só ele convence da JUSTIÇA, do pecado e do JUÌZO).

Fechando, Paulo combate as OBRAS da lei e não a Lei em si. Obras da lei são interpretações, correlações que os homens são capazes de fazer. Resumindo, ao longo do tempo isso virou uma doutrinação vazia (qualquer semelhança com a igreja "evangélica" brasileira hoje é sim uma coincidência). Mas, para um judeu, qualquer interpretação retirada da Torah (instrução, lei) era como se fosse ela própria, e na plenitude de tempos, Deus envia seu filho para completar, fazer valer cumprir a sua verdade de uma outra forma. Não que o Eterno tenha mudado de idéia, mas fazia parte do plano. E sim, existem leis que hoje são depreciadas mas isso é assunto para outra discussão.

Não estou aqui querendo judaizar ninguém até porque SOU CONTRA isso. Isso sim é andar para trás. Mas precisamos entender e nos voltar para as raízes judaicas da nossa fé, pois temos muitos a aprender e restaurar nos nossos dias.

Soli Deo Gloria.
Kol HaKavod LaShem.

3 de setembro de 2010 10:24 comment-delete

vai estudar,provavelmente o senhor nao sabe nen oque é ser rabino,ou nao conhece nada do judaismo,sim devemos busca as raizes judaicas,porque? jesus criou por acaso religiao ? na teoria sim,tiago 1:27 se nao me engano,mais religia de "templo" existe uma no qual jesus faz parte que é o judaismo....

Anônimo
2 de março de 2011 23:54 comment-delete

Paulo era rabino sim irmão, e tem na Bíblia.
Efesios 11:4 "E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e mestres..."
Prestou atenção na palavra mestre? Pesquise esta palavra no original hebraico e encontrará Rabi, que é o mesmo que Rabino. Jesus era Rabi ou Rabino. Precisamos deixar de tanto preconceito com o povo judeu, porque deles provem o Messias. Quando Jesus voltar em sua segunda vinda será em Israel e não em nenhuma outra nação., portanto o povo de Israel tem que ser respeitado!

12 de janeiro de 2014 16:02 comment-delete

Paulo era Rav ( RABINO),? Muitos tem essa duvida , mas que nas escrituras são facilmente explicada o Que nos temos para esclarecer esse assunto ? temos as palavras dele mesmo. que pode nos ajudar bastante . Veja em Atos 22:3 - "Sou judeu, nascido em Tarso da Cilícia, mas criado nesta cidade. Fui instruído rigorosamente por Gamaliel na lei de nossos antepassados, sendo tão zeloso por Deus quanto qualquer de vocês hoje. Outro ponto também é que ele era Fariseu (Parush) e filhos de Fariseu , veja em Atos 23:6 que diz -"Então Paulo, sabendo que alguns deles eram saduceus e os outros fariseus, bradou no Sinédrio: "Irmãos, sou fariseu, filho de fariseu. Estou sendo julgado por causa da minha esperança na ressurreição dos mortos! Mais um ponto interessante de se notar é que Paulo não se converteu através da pregação do evangelho, mas pela intervenção de Yeshua.Vamos ver leia comigo Galatas 1:12-14 Porque não o recebi, nem aprendi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo.Porque já ouvistes qual foi antigamente a minha conduta no judaísmo, como sobremaneira perseguia a igreja de Deus e a assolava.E na minha nação excedia em judaísmo a muitos da minha idade, sendo extremamente zeloso das tradições de meus pais.
Ele tinha o conhecimento , ele tinha a tradição e a fé na lei , mas mesmo assim foi necessária essa intervenção divina . É estranho como ele poderia ter esse conhecimento e mesmo assim não enxergar ? E mais estranho ainda ele ter ficar cego para poder voltar a enxergar .

27 de abril de 2014 17:30 comment-delete