sexta-feira, novembro 13, 2009

Resposta ao Bispo Rodovalho

Prezados irmãos,

Segue abaixo a resposta do bispo Robson Rodovalho quanto a carta aberta que publiquei questionando suas doutrinas. Abaixo dela minha contra-resposta:

Espero que o nosso Deus Eterno o guarde em paz.

Tomei conhecimento de sua carta, que não obstante ser endereçada a minha pessoa foi postadoa em um local público. Apesar do livre acesso aos meus sites, tanto da Sara Nossa Terra (www.saranossaterra.com.br), bispo Rodovalho (www.bisporodovalho.com.br), e também como parlamentar, no site oficial, (www.deputadorodovalho.com.br), entre outras redes de relacionamento da internet das quais participo, como Orkut, Facebook, Blog pessoal além do Twitter; você preferiu postá-la abertamente.

É uma lástima e é incompreensível o fato de você não se dirigir a mim pessoalmente, ao invés do acesso público. Ou você quer corrigir minha doutrina publicamente?

Eu não me constranjo em acreditar nas ênfases a que você se refere como algo "anti-bíblico",. Aliás, você não cita nenhuma escritura que contradiga os meus ensinos; por quê?

É inverídico o que eu disse sobre os trajes de Jesus? (Jo 19: 23) Ou do número de pessoas que andavam em sua companhia, e em relação as mulheres que O serviram com seus bens, elas não existiram? (Lc 8:3)

O que você chama de "prosperidade", para mim, e para centenas de outros líderes cristãos, é apenas o evangelho. Me orgulho de acreditar que o evangelho e a proposta de Deus para o homem, é sim de plenitude e abundância, embora possamos passar por momentos de provas e dificuldades, como disse o apóstolo Paulo,"Tanto sei viver em plenitude como passar dificuldades” (Filipenses 4:12)

Criticar estes ensinos irmão é criticar homens que nos precederam, e nos ensinaram a viver nesta provisão de Deus, como Kenneth Hagin, Benson Idahoosa, David Young Cho, e outros. Outra coisa, Paulo nos ensina que se não concordamos sobre algum ponto, apenas não julgue seu irmão que acredita. Viva sua fé, e deixe cada um viver conforme seu entendimento bíblico. Aliás, apenas somos mestres daqueles que se colocam debaixo de nossa autoridade espiritual, (I Cor 7: 24).

Sobre o pastor Matheus, ele é pastor de uma grande igreja em Londres, que atesta seu ministério. Aliás, os frutos de nosso ministério falam mais alto do que nossas palavras e nossas idéias. No plano das idéias é muito fácil ser os "donos da verdade", apenas ideias vazias.

Meu querido, eu não sabia sobre a multa que o governo Inglês, aplicou ao pastor Mathew, eu pesquisei sobre seu ministério, e encontrei uma excelente palavra e um coração afável, e amado.

Estou, e sempre estarei à sua disposição para qualquer esclarecimento. Mas sugiro que se formos falar sobre discordâncias bíblicas, o façamos pessoalmente. Até porque estas posições teológicas estão ao alcance de todos e as pessoas já fizeram suas opções ao escolher o ministério que participam.

O apóstolo Tiago nos ensina “Mostra-me sua fé por suas obras” (Tiago 2:18)

Sobre a visão megalomaníaca a que você se refere, oro ao meu Deus a cada dia para aumentá-la, até porque, em um mundo de dores como o nosso, oxalá tenhamos homens com imensas visões e práticas, como eu, para assim possamos cumprir o ide de Jesus Cristo. Não penso que tenhamos qualquer coisa grande neste mundo de percentuais tão pequenos de nascidos de novo em todas as nações, infelizmente.

Deus te abençoe,"

_________________________________________________________________

Prezado bispo, ou devo lhe chamar de deputado? Os seus ensinamentos são públicos, o que me leva também publicamente a discordar de suas doutrinas, o que o fiz mediante carta aberta.

Como o senhor bem sabe em um estado democrático de direito como o nosso eu posso não concordar com o senhor, o que fiz com educação e respeito.

Continuo afirmando que suas doutrinas não são bíblicas e que a prosperidade não é, nunca foi e nunca será marca indelével do cristão, porque se fosse, todos os que confessam a Cristo seriam ricos e prósperos. Acredito que melhor do que ninguém o senhor conheça a realidade social do nosso povo brasileiro, até porque como deputado, deve estar inserido na dura e triste realidade de nossos cidadãos. Nosso país está repleto de bolsões miseráveis, cujo IDH é igual ao das nações mais pobres do mundo. Em comunidades paupérrimas onde não se tem o que comer encontramos inúmeros cristãos, que mesmo professando a sua fé no Senhor não enriqueceram. O que será que está errado? Talvez estejam vivendo sob a efígie da maldição como o senhor gosta de ensinar.

Pois é bispo, infelizmente, boa parte dos que confessam a fé em Cristo são pobres, e afirmar que eles podem ser ricos é no mínimo uma afronta aos ensinamentos cristãos.

Caro Robson, o reformador João Calvino acreditava na prosperidade como conseqüência do trabalho. Ele nunca decretou ou determinou a bênção ou enriquecimento dos filhos de Deus, nem tampouco quebrou maldições hereditárias, coisas essas que os teólogos da prosperidade o fazem com esmero.

Quanto aos autores mencionados pelo senhor como Kenneth Hagin, Benson Idahoosa, David Young Cho, lamento afirmar que em muito se afastaram da sã doutrina e que os seus ensinamentos se contrapõem a verdade cristã.

Afirmo também que números não apontam exclusivamente para aprovação divina quanto a nossa doutrina e praxi cristã. O fato de alguém possuir milhares de seguidores não o faz aprovado por Deus, o que acredito que o senhor saiba muito bem.

Isto posto, oro ao Senhor Todo-poderoso que o ilumine, e que mediante as Escrituras Sagradas, a qual é nossa ÚNICA regra de fé, o senhor seja conduzido a uma postura absolutamente diferente da que tem vivido.

NEle, que é o Senhor que há de julgar os homens e suas doutrinas,

Pr. Renato Vargens
Robson Lelles disse...

Como já dizia Chaves: "Isto, isto, isto!"

Excelente tréplica, Pr. Renato!

Jessé Almeida disse...

Fico perplexo como esses homens se colocam acima da verdade. São apóstrofe (é uma figura de estilo caracterizada pela evocação de determinadas entidades, consoante o objetivo do discurso, que pode ser poético, profano e vergonhoso). Pr. Renato, nosso povo vai acordar! Precisamos Falar aos quatro cantos, dar teologia para nosso povo de maneira consistente com luz e fogo.
2 Tm. 4.3 "Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências"

Soli Deo Gloria

Ricardo Mamedes disse...

Caro Pastor,

Inicialmente, parabéns por dizer a verdade, mesmo podendo sofrer retaliações. Pois acredite, a humildade demonstrada pelo bispo é falsa no seu âmago.

O bispo deturpa o Evangelho de Cristo insensatamente - sobre ele poderá vir súbita e terrível destruição por ser anátema.

Fosse Cristo rico, como ele inveridicamente faz crer (para vender o seu falso evangelho), não teria dito: " “Eis que vos envio para o meio de lobos. Não leveis nem alforjes, nem sandálias, nem duas túnicas...” (Lucas, 10.3). Ou assim: “Até as raposas têm seus covis e as aves têm seus ninhos, mas o Filho do homem nem lugar tem para recostar sua cabeça” (Mateus, 8.20).

Por incrível que pareça, mesmo sendo um autonominado bispo, o referido não conhece a passagem segundo a qual "devemos ajuntar tesouros no céu, onde a traça e nem ferrugem corroem, e onde os ladrões não escavam e nem roubam" (Mateus 6:20). E finaliza: "Porque onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração" (Mateus 6:21).

E nós sabemos exatamente onde está o coração do bispo...

Em Cristo, o nosso Redentor!

Ricardo

Alessandro disse...

Ai, ai...
Lendo coisas como as que ressalto abaixo vejo que o fim esta próximo mesmo...


"Ou você quer corrigir minha doutrina publicamente?"

"Criticar estes ensinos irmão é criticar homens que nos precederam..."

"Viva sua fé, e deixe cada um viver conforme seu entendimento bíblico."

"Aliás, os frutos de nosso ministério falam mais alto do que nossas palavras e nossas idéias."

"...Sobre a visão megalomaníaca a que você se refere, oro ao meu Deus a cada dia para aumentá-la, até porque, em um mundo de dores como o nosso, oxalá tenhamos homens com imensas visões e práticas, como eu, para assim possamos cumprir o ide de Jesus Cristo.

Deus corrija esta "liderança" que se acha melhor ou maior que a própria Palavra de Deus!

GBianco disse...

É Pr. Renato,

Acho que ele vai se candidatar de novo e vai ser eleito. Você sabe se ele é um bom parlamentar? Parece que ele pode ter um belo futuro na terra!!

Gloecir

Anderson Menger disse...

Parabéns Renato, Pela sua ousadia e sabedoria!!!

Alexandre Demidoff disse...

Posto apenas para manifestar meu total apoio as manifestações do Pr. Renato nessa questão.
Lamentáveis as referências teológicas do deputado bispo.

Ruy B. Marinho disse...

Parabéns pelas colocações Pr. Renato.

Estou preparando uma refutação bíblica ao conteúdo da entrevista do Rodovalho na Revista Eclésia. Semana que vem postarei no Blog Bereianos.

Lhe aviso assim que ficar pronto.

Grande abraço, em Cristo!

Aecio Flavio disse...

Pastor Renato concord com tudo que vc disse na sua tréplica, acho necessário se corrigir essas distorções que o evangélio anda apresentando, Deus te abençoe
Aecio Junior

Nhemias disse...

cada dia me impressiono mais com a argumentação da teologia da prosperidade, ou melhor com a FALTA dela!
Se for assim, terei que retirar duas páginas de minha Bíblia:

1 - O capitulo 11 de Hebreus onde lemos que muitos servos fiéis ""foram apedrejados e tentados; foram serrados ao meio; morreram ao fio da espada; andaram vestidos de peles de ovelhas e de cabras, necessitados, aflitos e maltratados (dos quais o mundo não era digno), errantes pelos desertos e montes, e pelas covas e cavernas da terra. E todos estes, embora tendo recebido bom testemunho pela fé, contudo não alcançaram a promessa"

2 - E o texto onde Paulo rogou a Deus que lhe tirasse esse espinho da carne, ao invés de Jesus lhe curar ele lhe disse 'A minha Graça te basta'."

Acho que após retirar essas páginas posso frequentar algum desses "templos de prosperidade"

binario10 disse...

Como é triste ler uma resposta dessas...

Meu Jesus, onde nós vamos parar? O pior é que ele quer ser mais megalomaníaco... Isso não existe! Eu tô sonhando...Ou melhor tendo um pesadelo!!!

Ainda queria tratar tudo isso, as escondidas.

Bela ação pr. Renato!!

Deus o ilumine cada dia mais...

Anônimo disse...

Por que será que nosso nobre deputado não queria que este assunto fosse tratado publicamente? O Evangelho é não só público, como é algo Universal... Será que ele está acostumado com os "atos secretos" da política?...

Carlos Gomes

Pr. Luiz Fernando disse...

Prezado colega Pr. Renato,
brilhante sua resposta. Rodovalho e seus companheiros da prosperidade se enredaram por um caminho doloroso. São Hobin Hoods ao contrário. Tiram dos pobres para si mesmos. O parâmetro de Rodovalho e outros jogam o próprio Cristo na vala do fracasso. Jesus ao terminar sua vida morreu cercado por quase ninguém. A igreja de Jesus era composta por 120 discípulos medrosos e acanhados. Daí, pelos critérios de Rodovalho o Nosso Senhor foi um fracasso. O que dizer dos missionários em países islâmicos? Demoram 10,15,20 anos para ganhar uma alma para Cristo e por isso são fracassados? O que dizer dos pastores que labutam no Vale do Jequitinhonha e no agreste brasileiro? São pastores de megas igrejas e são ricos e prósperos?
Beber da fonte de Hagin, Choo e outros é assinar um atestado de incompetência. Por que ele não lê Conner, Hodge, Pendlenton, Berkof, MacArthur Jr., Montgomery Boice etc. Certamente porque ao ler tais teólogos terá seu rosto corado de vergonha. Chorará amargamente por causa do engano perpetrado aos cristãos incautos. Terá de mudar de postura e reconher erros e isso o levaria à bancarrota. Acredito que merece mais uma replica de sua parte.
Um grande abraço,
Naquele que sendo rico se fez pobre por nós.

http://ministerioforcaparaviver.blogspot.com

Anônimo disse...

Pastor,
Se por um lado assino embaixo em TUDO que o senhor diz por ser de acordo com o Evangelho, é simplesmente lamentável ler reafirmações de um "oponente" que deve ter um sem-número de seguidores. (Destes tais eu tenho pena)
E meu comentário vai para a pérola das pérolas dele, onde ele faz uma LEVIANA colocação acerca do que diz Tiago, citando um versículo isoladamente, distorcendo completamente suas palavras como se ele afirmasse que justificação acontece por obras.
Ora, o resultado natural da fé são ações práticas (obras), daí no versículo anterior, Tiago dizer que a fé sem obras é POR SI SÓ, MORTA!
Porque trata-se de um processo natural, ué!
Se eu tenho de fato uma fé genuína, as coisas vão acontecer NATURALMENTE em minha vida de modo que eu passarei a AGIR de maneira PRÁTICA, para POR MEIO dessa prática (dessas obras) glorificar a Deus.
Tiago estava preocupado com cristãos que tinham fé imatura e - POR ISSO - destituída de boas obras.
Creio que ao citar esse versículo ele finda por desmascarar a si mesmo!

Regina Farias disse...

Ops!
Comentei sobre o versículo de Tiago e não me identifiquei, mas não o fiz propositalmente, claro!
Aproveito para parabenizá-lo por desmascarar esse tipo de "pastor" que prega sandices em nome de Deus.

Leonardo Gonçalves disse...

A Paz, Renato.

Acerca deste debate com o bispo Rodovalho, publiquei o seguinte comentário no Púlpito Cristão:

A teologia da prosperidade é um capitalismo disfarçado de espiritualidade. Um consumismo travestido de culto religioso onde Mamom, divindade do panteão caldeu, é quem dita as regras do jogo.

A defesa de Robson Rodovalho não é sequer digna de nota, e se nos damos ao trabalho de refutá-la e divulgar seu conteúdo é para alertar àqueles que, atrapados por essa doutrina demoníaca, desejam conhecer o verdadeiro evangelho de Jesus Cristo.

Em sua vida terrena, Jesus não viveu em ostentação, antes confiava no Pai para a provisão. "As raposas têm covis, e as aves do céu têm ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça" (1), disse o mestre acerca da sua vida terrena.

Filho de carpinteiro, o Jesus da bíblia, de família humilde, sempre esteve atento aos dramas sociais. Nele, o faminto podia saciar não apenas a fome espiritual, mas também a fome do corpo. No entanto, a receita de Jesus para ajudar aos pobres não estava em uma receita mágica em que os ofertas se transformam em dividendos e abrem as portas da prosperidade. Sua fórmula se chama compaixão:

Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo; Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me [...] E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes. (2)

Dá muita tristeza ver a igreja, que devia promover equilibrio social através de uma missão integral, espoliar o povo sob promessas absurdas de uma prosperidade falsa que só enriquece seus arautos.

Caro bispo: O evangelho que o Senhor tem pregado não é de Deus, mas do diabo. Basta consultar a sua bíbla para descobrir que é ele (e não Deus!) quem oferece o mundo em troca de adoração (3).

***
Notas: (1). Lucas 9:58 (2). Mt 25.34-40 (3) Mt 4.9 e 10



Que Deus nos ajude e nos mantenha firme na defesa do evangelho de Cristo!

Leonardo.

Ednelson Rodrigo Sales Coelho disse...

E o pior, pastor Renato, é que observei que o Jesus dos Evangelhos não é nem a referência a ele. Deus me livre desse diabo travestido de ovelha. É só perguntar pro Caio Fábio quem é o Robson Rodovalho,kkk. Ai vocês vão saber quem ele é!

Parabéns pastor Renato! Continue assim!

Wilson S. Bento disse...

O debate é brilhante pois praticamente não encontramos pessoas com a riqueza da coragem para combater o bom combate (o bom combate a que Paulo se refere claramente se refere também aos enfrentamentos doutrinários e teológicos por ele vividos).
O falso evangelho pregado pelos lobos autodenominados pastores, bispos e apóstolos precisa ser exposto, precisa ser combatido, precisa ser envergonhado, é para isso que somos chamados, para guerrear pela verdade. (Judas 3).
A forma como esses "espiritos enganadores" ensinam seus "ensinos de demonios" (ITm 4:1)pretende anular a encarnação de Jesus Cristo, fazendo do nosso Senhor o pior exemplo a ser seguido, pois nascido em familia podre, sem um lugar fixo para dormir, abandonado pelos amigos, deserdado pela familia, crucificado pelas autoridades a pedido da multidão que alimentou, curou, etc... pelo prisma da teologia falsa dessa gente Jesus NÃO DEVE SER SEGUIDO.
São falsos mestres, falsos irmãos, exalam ódio, malícia e malignidade.
Queridos irmãos como diz em Efésios 6:11 - "Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes ficar firmes contra as ciladas do diabo;"
Que segundo João 8:44 é o pai desses mentirosos, manipuladores da Palavra.

Cheskys disse...

Essa estória de ter milhares de seguidores me lembra o "Reverendo" Jim Jones (Responsável pela morte de cerca de 900 pessoas), espero, sinceramente, do fundo do meu coração que o Deputado Rodovalho possa converter seu coração a Deus e não levar seus milhares de seguidores a morte, se não fisica, espiritual. Oro ao meu Deus que esses falsos profetas sejam reconhecidos pelos sinceros de coração, pois sabemos que com a chegada deles o fim está realmente muito próxioms.
Renato, as suas palavras são um alento nesse meio caótico que as ditas "religiões" estão virando, precisamos de mais "vozes que clamem no deserto" para mostrar quem são esses falsos profetas da prospridade.

Lembrando agora, quem foi que ofereceu prosperidade a Cristo caso ele o adorasse mesmo?

Filipe Bento disse...

Pensei, pensei, elaborei, e só consigo comentar: Glória a Deus!

Christopher Marques! disse...

Renato,

Muito boa a sua iniciativa.
Concordo com você em cada ponto.
Unamos a nossa voz a Policarpo que disse: "Abaixo aos ateus". Mas neste caso é preciso dizer - "Abaixo aos pagãos".
Lobo merece pau.

Abraços,

Filipe L. C. Machado disse...

Bela resposta que o Sr. deu ao deputado (creio que não podemos chamá-lo de pastor).
É de imensa valia para nós cristãos termos pessoas e blogs apologéticos que lutem contra falsos ensinos e doutrinas deturpadas.

Que Deus continue iluminando e nos dando força. Que possamos juntos fazer uma reforma protestante realmente brasileira, pois o tempo é mais que propício para isso.

Um abraço e estou seguindo seu blog!

*se quiser ler meu blog: http://2timoteo316.blogspot.com

Pizarro disse...

Estimado Vargens e demais leitores do blog, certa vez li que....
"O mundo julga a validade do evangelho pelo caráter, práticas e ações das pessoas que nele militam".
Estive durante algum tempo na SNT, onde pude observar que ali muitas vezes, o cristianismo é apresentado apenas como um “modo superior” de conseguir as mesmas ambições que o mundo persegue.
Quando o Sr. Rodovalho traz à baila a frase ....” as pessoas já fizeram suas opções ao escolher o ministério que participam. “ quero aqui deixar dito que o fato de muitos estarem de acordo não transforma o falso em verdadeiro.
A citada “Autoridade Espiritual”; nada mais é que fazerem dos membros meros fantoches, cabe aqui lembrar o dito por John Valley..... "Os tiranos da humanidade sempre buscaram a justificação divina para evitar questionamentos e críticas. Limitar a liberdade de expressão sempre foi a forma de calar os dissidentes que apontam as falhas e mentiras insustentáveis diante da verdade irrefutável".
Graça e Paz, bom final de semana.
Pizarro

Danilo Fernandes disse...

Pastor Renato,

Otima resposta. Ao enumerar aqueles a quem ele segue fiquei feliz de não ver citado um único nome que mereça qualquer crédito. Bem poderia ser uma lista de mafiosos!

Quanto ao bispo-deputado eu digo:

Vamos parar de esconder Jesus atrás de um saco de dinheiro que causa miopia nas pessoas! Vamos tirar os $$$ do Evangelho! Jesus não morreu na Cruz para que todos tenham a sua BMW. A vida em abundância verdadeira não é esta bispo! Estas promessas vazias de riquezas só desviam as pessoas no caminho do Senhor. Igreja não é bolsa de valores! Quem precisa de dinheiro, e todos precisam, deve buscar isto com esforço de seu trabalho. Quem está em Cristo, sabe que as coisas necessárias lhe serão acrescentadas. O Senhor cuida de nós. Não é preciso unção, nem exigências. O Senhor honra o trabalho! Basta saber disto e ter em mente que a Sua vontade é a Soberana! Fazemos a nossa parte e nos alegramos Nele, pois seja como for, Sua Vontade é a Santa e a Justa! Busquemos a Salvação em Cristo! Sem barganhas outras!

O que as pessoas precisam é de paz, harmonia, amor, mansidão, família, etc. Vamos levar as pessoas a Jesus e deixar que o Espirito de Deus dê Seus frutos, pois tudo ficará bem e as prioridades serão mudadas!

Só Jesus faz as pessoas viverem o melhor de suas vidas dedicando-se aquilo que realmente importa no fim das contas, isto é: vivendo uma vida menos egocêntrica, projetando a abundãncia no OUTRO.

Vamos nos dedicar mais aos momentos com os filhos, os amigos, a família, etc. Estas coisas o dinheiro não compra! A unção da prosperidade financeira é o suor! E, principalmente, vamos levá-las ao Evangelho da Salvação! Para a Vida, na verdadeira abundância cristã, que vence a morte por meio do Senhor Jesus Cristo.

Vamos servir Bispo!

Dougllas Knnor disse...

Pastor, estou com tigo e não abroooo!!! excelente tréplica...

Neto disse...

Amado Renato,

peço que leia um comentário da resposta do Bispo Rodovalho, de um senhor chamado "Marlan". Ele se diz discipulo do Bispo e deve ser um frequentador assíduo da Sara Nossa Terra, e isso já há 17 anos!

É esse "tipo" de cristão que o
"hevanjélio" do Bispo tem criado. O tipo de cristão que diz "Bom, aprendi que os que tem fé e os que não tem, MORREM DA MESMA FORMA, PORÉM VIVEM DE MANEIRA DIFERENTE".

Definitivamente, essa frase é ANTI-BIBLICA E ANTI CRISTÃ.

Se é "isso" que têm ensinado na Sara Nossa Terra, temo mais que ela seja uma sinagoga de Satanas do que uma igreja.

Peço que leia esse comentário. É mais uma prova de que o que o senhor falou contra a Sara Nossa Terra e seus "bispos" é a mais pura verdade.

Grande Abraço, Deus te abençoe.

Laudinei disse...

Paulo orientou a igreja sobre o outro evangelho e o chamou de MALDITO.
O que este psdo bispo prega não tem nada de biblico, mesmo ele usando o nome de Jesus indevidamente, e mesmo tentando usar a propria biblica para defender suas heresias, portanto podemos concluir que é outro evangelho e sendo outro Paulo afirma que é MALDITO,e se um verdadeiro apostolo afirma quem sou eu para não concordar?


Pastor Renato parabens pela sua lucidez ao abordar o tema, a igreja precisa de lideres lucidos.

Laudinei

http://exemplobereano.blogspot.com/

sonia rodrigues disse...

Pastor Renato, graça e paz!

Acredito em seguir uma orientação biblica: "Reter o que é bom".

Não devemos julgar o nosso irmão, pois aquele que não tiver falhas que atire a primeira pedra.

Neste momento não posso me furtar de defender o Bispo Rodovalho nas suas obras, venha a Brasília e veja o quanto o Ministério Sara tem feito pelos jovens e por pessoas que vivem em situação de risco social.

Quanto as doutrinas evangélicas...

O SENHOR diz: Meu povo perece por falta de conhecimento, e só quem vai pela cabeça dos outros é piolho.

Se estiver na biblia é correto, caso contrário é anátema.

Com grande amor em Cristo.

Missionária Sonia Rodrigues
Ig.Batista Ebenezer - DF

Eduardo Baggi disse...

Esse Rodovalho é um cara de pau de marca maior! Como pode fingir não ver a bagunça harética que está a SNT e isso há anos. Ele podia, se quisesse me mencionar como fruto da "doutrina dele" e mais uns 15 que conheço, que saíram dessa seita profundamente magoados e decepcionados, infelizmente, com Deuse não com a denominação.

Será que ele chama de bons frutos toda a divisão e apostasia que tem ocorrido em sua igreja? (vide a saída do Pr Claudio, líder da maior equipe da igreja - CRM - Hoje, Ministério Braço Forte). Será que são os bons frutos os roubos que ocorrem nos "encontros com Deus" (sem contar no roubo de cobrar taxa pra tal, oferecendo banho frio e colchão duro pra durmir) e que a igreja se nega a ressarcir (tô esperando um celular até hj...tsc, tsc, tsc)? Só sei de uma coisa, se há bom fruto nessa história, só é bom pra quem o colhe em sua conta bancária.

Renato, não conhecia teu blog, mas gostei muito! Continue na luta!

Eduardo Baggi - Blog Palavra do Pai - palavradopai.blogspot.com

Rafael disse...

Pr. Renato, continue assim!

thiagonola disse...

Prezado pastor Renato...

Interessante o sr. citar Calvino,reformador que se tornou ditador de Genebra no século XVI. Já que é pra fazer a crítica da aproximação de líderes evangélicos e política, o sr. não escolheu bem a referência, uma vez que Calvino tornou-se líder política de Genebra, em sum certo período, e governava a cidade por meio de uma instituição chamada Consistório, que inclusive controlava a vida dos cidadãos, e, segundo alguns historiadores, queimou na fogueira alguns "hereges".

Outro dado importante é a ligação que há entre a doutrina calvinista e as demandas do capitalismo nascente, razão pela qual tal doutrina foi tão aceita em genebra, cidad e de mercadores e comerciantes, diferente da maioria da Europa, ainda se desvencilhando dos laços feudais.

Não estou fazendo a crítica da doutrina do Calvino, só estou mostrando uma certa incoerência quando o sr., que combate a teologia da prosperidade, cita Calvino como autoridade.

Um forte abraço!

Hugo Magalhães disse...

meu caríssimo Thiago José,
é bom vê-lo deixar suas raras(em blogs) mas sempre interessantes observações.

Achei a postura do Bispo Rodovalho em sua carta bastante sóbria, humilde e como sempre respeitosa.
Continuo o vendo como um homem capaz de reconsiderar suas posições, capaz de aprender com seus erros e reconduzir sua trajetória.Que Deus o preserve assim.
Nossa igreja permanecerá orando pela vida dele para que o Senhor conduza seus passos, o livre de conceitos que possam fugir da sã doutrina e o rodeie de irmãos amorosos que possam admoestá-lo em amor.

Hugo Magalhães.

Anônimo disse...

Pr. Renato...

Entendo que você quis colocar seu ponto de vista... Más como cristão porque você não se preoculpa mais em aplicar o que esta escrito em Mateus 28:19 em diante?`Se preoculpar "mais" em ganhar vidas e fazer discípulos. Enquanto o senhor como Pastor se preoculpa em evangelizar quem já esta fazendo a diferença para uma nação como o Bispo Robson Rodovalho, seria melhor levar a palavra aos necessitados... Porque o Reino dividido não subsistirá.... Deixa este papel de queimar homens de Deus para o diábo... Como pastor foca a sua visão, e a visão que Cristo te chamou e parte para batalha... Muitas vidas precisam de você....

Diácono Eder...

Anônimo disse...

Caio Fábio caiu em pecado e perdeu a moral..... Não acredito em uma palavra daquele homem, pra mim ele não se pode considerar mais pastor. Traiu a mulher com a secretária.... Isso sim é ridículo.

Samuel Falcão disse...

Cara Renato Vargens.


Sou da Sara Nossa Terra e percebi que nao houve ninguem defendendo o Bispo Rodovalho, mas por que? seria por que o Blog é seu e vc só aceita as postagens que lhe enterresa? O senhor se julga tão "vivedor da sã doutrina" mas nao postou argumentos biblicos para defende-la por que? eu só li coisas que são até esse momento "ideias suas" e que lhe interresam.

Sobre prosperidade o senhor tem um carro? uma casa? dinheiro em alguam conta? tem comida na sua mesa? se tem alguma dessas coisas eu lhe digo vc é prospero pois prosperidade como é ensinada na Sara Nossa Terra é nao ter nescecidades basicas.

NUNCA VI O JUSTO DESAMPARADO, NEM A SUA SEMENTE A MENDIGAR O PÃO (salmo 37)

“O pão nosso de cada dia dá-nos hoje” (Mateus 7)



Quanto ao Bispo nao ter gostade de vc postar isso publicamente eu concordo plenamente com ele pois todas essas pessoas que responderam lhe dando apoio são no minimo hipocritas pois eles no lugar do Bispo Rodovalho tb nao gostariam.


Espero que vc publique essa msg pois se nao publica-la assim como nao publicou as outras simplismente terei certeza que vc só quer "ibope" pro seu Blog e ataca a qualquer um pra poder ter isso.

Estou orando por vc e espero que vc me responda por E-mail.

Adriana disse...

Boa tarde pastor,

O que poderíamos esperar da pessoa que além de saquear os fiéis em seus dízimos, ofertas e campanhas, agora quer meter a mão no FGTS do povo?

Há um projeto de lei de sua autoria chamado de PL-7371/2010 que propõe a alteração a redação do § 2º do art. 9º da Lei nº 8.036, de 11 de maio de 1990, para facultar a utilização dos recursos do FGTS para financiar a construção de templos religiosos (http://www.camara.gov.br/internet/sileg/Prop_Detalhe.asp?id=478081. Acesso 31/08/2010, às 12h05min). Isso mesmo: uso do FGTS para facilitar a construção de templos religiosos!
Como pode alguém pensar em algo assim? Muitas pessoas vêem no depósito do FGTS uma das poucas possibilidades de um dia conquistar a casa própria. É no mínimo deplorável que alguém proponha isso. Para mim é mais uma forma de se apropriar dos poucos recursos que o povo tem.

É uma falta de vergonha. É lamentável ver as tentativas desse homem em mostrar que o que ele faz e ensina é bíblico. Lamentável mesmo.

A repreensão de Paulo aos irmãos judeus é válida para os irmãos cristãos de hoje:
Eis que tu que tens por sobrenome judeu, e repousas na lei, e te glorias em Deus; E sabes a sua vontade e aprovas as coisas excelentes, sendo instruído por lei; E confias que és guia dos cegos, luz dos que estão em trevas, Instrutor dos néscios, mestre de crianças, que tens a forma da ciência e da verdade na lei; Tu, pois, que ensinas a outro, não te ensinas a ti mesmo? Tu, que pregas que não se deve furtar, furtas? Tu, que dizes que não se deve adulterar, adulteras? Tu, que abominas os ídolos, cometes sacrilégio? Tu, que te glorias na lei, desonras a Deus pela transgressão da lei? Porque, como está escrito, o nome de Deus é blasfemado entre os gentios por causa de vós. Rm 2.17-24

Que Deus nos livre desses que se dizendo irmãos fazem muitos tropeçarem e o nome de Deus ser blasfemado.

Abraços.

Adriana

Felipe disse...

Caro Renato,
Antes de tudo quero deixar claro que concordo com o seu pensamento quanto à pobreza do "evangelho da prosperidade". Jesus pregava o "Evangelho do Reino" (Mt 4:23) e é esse o evangelho que devemos pregar se dejamos a volta de Cristo (Mt 24:14). De tudo que eu já li em seu blog, ainda não encontrei nada com que eu discordasse.
No entanto, acho lamentável dois “ministros do evangelho” discutindo pontos que era para estarem claros em todos os cristãos. Acho essa discussão descabida, afinal, Paulo nos adverte a evitarmos as discussões ( 2Tm 2:14 e Tt 3:9).

No amor daquele que morreu por nós.
Felipe

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only