sexta-feira, novembro 06, 2009

Por que o meu blog se transformou em um blog apologético?

Por Renato Vargens
O Senhor me tem concedido o privilégio de escrever. Pela graça de Deus tenho escrito livros, artigos e crônicas pastorais, que nos últimos anos tem abençoado milhares de pessoas nos mais diferentes países.

O meu blog possui mais de 530 artigos publicados nos mais diferentes temas, onde família, juventude, cotidiano, missão integral, cidadania e política, música e teologia se fazem presentes.

Uma multidão de mais de 200 mil pessoas já leram os meus textos, deixando impressos em páginas digitais, milhares de comentários. Ultimamente, em virtude da apostasia evangélica, bem como as aberrações teológicas dos apóstolos da modernidade, tenho dedicado parte dos meus escritos a apologética, onde de forma séria e apaixonada tenho procurado defender a doutrina cristã. Entretanto, algumas pessoas ao longo dos últimos meses me têm escrito criticando a minha forma de defender a fé. Para estes, em nome do amor, eu não deveria apontar os desvios doutrinários das igrejas evangélicas e sim promover a unidade da Igreja de Cristo Jesus. Segundo estes irmãos, defender a fé não deve ser responsabilidade do cristão, até porque, somente o Senhor é quem possui poder para julgar os corações dos homens.

Pois é, acabo de chegar de Cabo Verde, África, onde tive o privilégio de pregar em um Congresso de Famílias. Ao caminhar pelas ruas da capital, pude perceber a existência de uma enorme Catedral da Igreja Universal do Reino de Deus. Sem titubeios perguntei a um dos pastores que comigo estava: O que eles têm pregado por aqui? O pastor demonstrando uma enorme preocupação respondeu: Um evangelho diferente do ensinado na Bíblia. Segundo ele, a IURD havia ressuscitado algumas práticas pagãs onde a superstição e o misticismo se faziam presentes jogando por terra o trabalho de décadas dos missionários cristãos.

Como inúmeras vezes escrevi neste blog, não sei fazer o jogo do contente, nem tampouco consigo fechar os olhos as aberrações teológicas do neo-pentecostalismo. Em virtude disto acredito que mais do que nunca a Igreja de Cristo precisa preservar a sã doutrina defendendo os valores inegociáveis da fé cristã. Isto posto, afirmo que a apologética cristã é um ministério indispensável a saúde do Corpo de Cristo.

A palavra "apologética" vem do grego "apologia", e significa "uma defesa verbal". O termo é utilizado oito vezes no Novo Testamento: At 22:1; 25:16; 1 Co 9:3; 2 Co 7:11; Fl 1:7,17; 2 Tm 4:16; 1 Pd 3:15. A apologética é a parte da Teologia que se encarrega de apresentar uma defesa da Bíblia contra toda e qualquer contestação que possa surgir por parte de qualquer pessoa. Nessa defesa podem-se incluir as ciências como: Arqueologia, Paleontologia, Biologia, Filosofia, Matemática, Física, Química, etc. (1)

Como bem disse Robson Tavares Fernandes a boa apologética é aquela que consegue englobar todas essas áreas de conhecimento de acordo com as necessidades, aplicando-as apropriadamente, com mansidão, temor e amor por aqueles que estão vivendo no engano.

Pois é cara pálida, dias dificeis os nossos! Por mais que alguns defendam o silêncio e a "polianização" da fé, não me é possível calar diante das distorções teologicas do catolicismo romano, do neo-pentecostalismo e outros tantos "ismos" mais.

Em virtude disto não exitarei em continuar defendendo a fé cristã apontando erros e dando nome aos bois.

"Doela a quem doela", isto farei.

Nele que é a verdade absoluta,

Renato Vargens
Brunno Soares disse...

Muito bem Caro amigo
carecemos de apologétas verdadeiros nos dias atuais; não se cale.
É preciso denunciar o pecado e anunciar a Verdade que liberta e não aliena.

Fraternalmente.
Conte com meu apoio.

Hélio disse...

Caro Pastor Renato,

Muita gente bem intencionada não percebe que é refém de preconceitos que lhes foram inculcados ao longo de décadas de vida cristã, desde uma época em que realmente prezávamos a unidade entre as diferentes denominações, até porque não existiam tantas assim. Foi exatamente aí que erramos, como igreja, ao não apontar onde estava o erro, e quem eram os lobos travestidos de ovelhas. Quando não calamos, sussurramos aos mais chegados que algo errado estava acontecendo com a igreja evangélica no Brasil, mas mesmo assim poucos foram aqueles que tiveram coragem de apontar os desvios doutrinários e as maracutaias que se faziam em nome da fé, e mesmo assim ou foram sufocados ou ninguém lhes ouviu, tudo em nome de uma suposta fraternidade que no fundo nunca existiu. Nós procurávamos (como continuamos procurando) os mais nobres interesses do evangelho puro e simples de Nosso Senhor Jesus Cristo. Os espertalhões procuravam (como continuam procurando) os seus próprios interesses, agradando os próprios ventres, e se aproveitaram do nosso silêncio para construir seus impérios do profano e da blasfêmia. Portanto, meu caro irmão, perdoe essa gente que ainda prefere o silêncio. Oremos por eles para que se arrependam desta "teologia boca-de-siri". Não se cale, precisamos de apologetas como você.
Graça e paz,
Hélio

Renato Vargens disse...

Queridos Bruno e Hélio,

Obrigado pelo carinho e apoio.

abraços,

Renato Vargens

C@leri disse...

Amado Pastor.

Tenho acompanhado tuas mensagens e esclarecimentos e posso dizer que, mesmo com algumas palavras mais duras ou, objetivas, é possível ver o grande amor que reina em teu coração, primeiramente pela verdade exclusiva do Senhor e, sem dúvidas, na defesa das Almas preciosas da sua Igreja.
É necessária coragem para colocar, à luz do evangelho, as aberrações doutrinárias que reinam em muitas denominações.
Posso dizer, como um leitor, que tenho edificado muito a minha fé, medíocre, depois de 30 anos de acomodação aos modismos deste tempo.
Certamente isto não é o resultado das letras de um homem mas sim do ativar, necessário, do Espírito Santo pelo teu ministério.

Força e Coragem!

Renato Vargens disse...

Querido c@leri, obrigado pelo carinho.

Abraços,

Pr. José Carlos disse...

Caro pastor Renato
Continue sendo a voz que o Senhor chamou a falar sobre o verdadeiro evangelho. Hoje temos trens-bala, mas mesmo eles ainda andam sobre trilhos. Modernizar não significa transgredir nem anarquizar. Oremos pelos milhões que estão sendo ludibriados.
Um abraço

Joao disse...

Bem, as coisas våo piorando meu caro. Como membro da IURD, sei que o pr. tem as suas razoes e concordo com as suas preocupaçoes, pois as coisas våo piorando.Eu sou do tempo em que a IURD era totalmente diferente desta, e ai aprendi a andar com os meus próprios pés, por isso essas aberraçoes todas nåo me atingem.Mas, por algum momento isso irritou-me e abandonei a IURD com medo de me contaminar com algumas práticas, e refugiei-me numa daquelas que se mostravam ser lutadoras contra essas práticas, mas, o ecumenismo cego, tem feito com que essas igrejas acabem noutro tipo de aberraçoes que aos poucos os seus membros acabam frustrados Espiritualmente, dai, preferi voltar a IURD, mas, como disse acima, aprendi a andar com os meus próprios pés, e, como manda o ap. Paulo, sei filtrar as coisas e ninguém, ninguém mesmo usaria um versiculo solto que eu nåo me aperceba, e nem entro no jogo das práticas africanas introduzidas dentro da igreja, até porque só vou a igreja nas quartas e domingos, onde essas práticas nåo tem espaço. A verdade é que, até as igrejas tradicionais våo imitando aos poucos essas práticas. Uma coisa é certa, somente a leitura sincera da palavra de Deus, pode ajudar a cada um de nós a crescer individualmente, pois, o crescimento de pastores que vivem imitando aos outros e até nos erros faz com que as coisas piorem.

Edilson disse...

caro amigo pastor, o povo não quer saber de apologetica e sim de resultado de vida, vc neste blog visa falar aos convertidos isto é facil, a iurd com sua linguagem e costumes visa ao povo sofrido, quantos membros tem sua igreja? 100 ou 1000, não sei mais quantos tem a iurd? cabo verde é um pais pobre aonde sua apologetica não chega e a iurd lá tem ganho almas, espero que poste meu comentario e responda, um abraço

Renato Vargens disse...

Prezado Edilson,

A IURD não é uma igreja evangélica.

http://renatovargens.blogspot.com/2009/09/razoes-porque-igreja-universal-do-reino.html

Seus ensinamentos e práticas são espúrios e não estão de acordo com o evangelho de Cristo Jesus.

Nele que é a verdade!

Renato Vargens disse...

Pr. José Carlos,

Obrigado.

Nani disse...

Renato,
É interessante como é a caminhada de um blog. No início eu também não postava denúncias sobre os vendilhões da fé, mas com o tempo, foi quase impossível não pronunciar palavras de descontentamento e de nojo com certas práticas e líderes.
Acho que isso aconteceu conosco porque ainda existem poucos blogueiros interessados em construir uma opinião, em expor o verdadeiro Evangelho, em pesquisar e analisar o discurso de certos mercenários.
Mas a apologia da fé verdadeira é uma necessidade - sempre foi na igreja e não poderia ser diferente nestes tempos midiáticos.
Parabéns pelo seu ótimo blog e que Deus te abençoe sempre!

Renato Vargens disse...

Querida Nani,

Obrigado pelo carinho e incentivo.

Abraços,

Natalino disse...

Olá Pastor Renato, paz!
Quase não comento, mas gosto de ler seus artigos e acompanhar as opiniões de seus leitores. Muitas verdades são ditas aqui tenho tirado proveito para a minha experiência cristã. Obrigado, Deus te Abençoe!!

Antonio disse...

Afinal alguém tem que fazer o serviço sujo de revolver os excrementos e só sobraram os 7000 que não dobraram os joelhos à Baal (Deus permita que assim se conservem), ou seja, os pastores independentes como nosso querido Renato Vargens. As grandes denominações como Assembléia de Deus, Batista e até a outrora refratária Presbiteriana, que foi berço de grandes apologistas como dr. Augusto Nicodemos, hoje vivem de flertar com os "néo-pentecas", como diz minha querida amiga Mary Schultze. As AD's, que sempre serviram de baliza para o meio evangélico pentecostal, hoje apóiam descaradamente os apóstolos da prosperidade como o casal Hernandez. Aqui na minha cidade participarão ativamente da Marcha p/ Jesus. É o poder da unção dos US$, irmãos! ALELUIA !!!

tibagi disse...

Gostaria de ponderar ao irmão João da IURD que, embora ele seja bem-intencionado, uma "andorinha sozinha não faz verão"...Não sei o que o fez voltar à IURD, mas, com todo o respeito e sem querer ser o dono da verdade, parece aconselhável que o irmão ore a Deus em busca de sabedoria para saber "filtrar as coisas" e perceber o "lobo voraz" oculto sob a roupa de cordeiro do Edir Macedo...

Leo disse...

Pr Renato, paz.

Precisamos mais e mais de apologetas comprometidos com a sã doutrina.

Que o Senhor te abençoe.

Leo

cristaoperegrino.blogspot.com

Renato Vargens disse...

Obrigado Natalino,

Abraços

Renato Vargens disse...

Obrigado Léo,

Gláucia Carneiro disse...

Meu caro, Pastor Renato Vargens, Você, sim, faz "apologética", mas, infelizmente, a blogosfera está cheia de APOLOJECAS, uns verdadeiros analfabetos teológicos e humanos.

Tropeçam nas próprias palavras, o que falam aqui, desdizem mais na frente. Olham para a Palavra de DEUS, se é que a vejam, como se fosse um amontoado de palavras a serem usadas a bel prazer de cada um.

O desespero tomou conta deles, estão apelando de todas as formas para serem notados e não para a verdadeira mensagem da Salvação Eterna que está no Senhor JESUS.

Entretanto cada um deles se torna tal qual cada palavra proferida por suas bocas, como folhas secas dispersas pelo vento.

Salmos 1:4 ¶ Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha.

Salmos 35:5 Sejam como a moinha perante o vento; o anjo do SENHOR os faça fugir.

Salmos 83:13 Deus meu, faze-os como um tufão, como a aresta diante do vento.

Dougllas Knnor disse...

1¹ Feliz aniversário!!!!!
2ª E "tome' apologética neles!!!!

Jonis disse...

Pr. Renato Vargens.

Mantenha a cabeça erguida e fale a verdade, segundo a Bíblia.
E quem quiser criticar, que use a Bíblia para tal finalidade. Apesar que, com tanta falta de intimidade que os seus críticos têm com a Bíblia e a verdade...

Renato Vargens disse...

Queridos Douglas e Jony,

Muito obrigado.

abraços,

Poemia disse...

Pastor Renato,

Acompanho seu blog desde que fui recebida na lista casais cristãos.
O seu blog se tornou apologético, sim. Mas continua a edificar a minha vida e de muitas pessoas que eu retransmito suas mensagens. Também não sou da turma do jogo do contente e concordo que precisamos refletir mais acerca do cenário da igreja brasileira. Isso tem afetado o modo de pensar e o comportamento das pessoas, área que é a minha especialidade. Um forte abraço...
Marilene - Poemia

Rogério Bolanho - www.vaiarrebentar.com.br disse...

Prezado Pastor,

O blog do Senhor não teria se tornado um acusador e um ofensor aos que seguem a Teologia da Prosperidade porque o Senhor não consegue mais falar do amor de Cristo? Tente se localizar. O Senhor não fala mais do Evangelho. Não ganha almas para o Senhor Jesus. Simplesmente acusa. lembre-se de que quem comigo não ajunta, espalha.

A IURD na Africa tem levado A Palavra de Deus a Centenas de Milhares de pessoas e é isto que lhe incomoda.

Quando o Senhor vê uma denominação levando A Palavra de Deus a Centenas de Milhares de pessoas e dentro do sí ouve brotar a exspressão "Malditos da IURD!!!", acha que esta é a voz de quem??? Do Espírito Santo ou do diabo???

Pense bem. Não seria melhor deixar que Deus julgue e se dedicar ao exercício de ganhar almas? Não seria melhor seguir o "Ide" ao invés de vãs discussões e contendas?

Meu blog leva A Palavra de Deus, sem acusar ninguém, sem ofender e atacar denominações. Sem atacar líderes e membros. Não sou nada, nem pastor, nem obreiro, nem nada. Apenas um servo de Deus, como todos nós deveríamos ser. Semeio para meu Senhor colher.

Que Deus o abençoe.

Rogério Bolanho
www.vaiarrebentar.com.br

Jonis disse...

A Paz do Senhor.

É Rogério, a IURD é uma igreja tão comprometida com a pregação da Palavra que você e tantos outros seguidores do Macedo são incapazes de utilizar a Bíblia para refutar. Aliás, sejamos sinceros, você não sabe diferenciar o que é um ataque de uma crítica embasada na Bíblia.
Meu querido, quem julgas sem justiça és tu. Vamos fazer o seguinte: Você pega a Bíblia e nos diz onde as práticas da IURD tem amparo bíblico, principalmente a Teologia da Prosperidade.
E, para fechar, falar a verdade dói e não é pecado. Pecado é se calar diante de tantas aberrações e distorções bíblicas para encher os bolsos.

Renato Vargens disse...

Prezado Rogério,

A verdade prevalece sobre o amor. Me dê provas bíblicas de que o evangelho pregado pela IURD é coerente. Ora, vamos combinar uma coisa os ensinamentos de MAcedo e cia, contrapoem-se em muito a verdade da Bíblia.

Nele,

Pr. Renato Vargens

Anônimo disse...

Parabéns por sua coragem de se posionar. Seus artigos tem sido edifiantes e relevantes.

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only